Queiroz pede jogo coletivo para Portugal colocar pé na Copa

Óbidos, Leiria, 13 nov (Lusa) ? O treinador da seleção portuguesa, Carlos Queiroz, enalteceu nesta sexta-feira a importância do coletivo no jogo de sábado contra a Bósnia-Herzegovina e frisou que só como equipe Portugal pode chegar à Copa de 2010.

"A palavra mais importante quando se joga futebol é o 'nós' e a menos importante é o 'eu'. Todos os nossos jogadores, como equipe, estão preparados para se suplantarem e ultrapassar este adversário, que respeitamos. O mais importante é a equipe de Portugal, o nosso público e o nosso desejo", afirmou.

Na entrevista coletiva para prever o primeiro jogo da repescagem por vaga na Copa, em Lisboa, Queiroz citou que o importante é a equipe das "quinas" concentrar-se nos seus "talentos, capacidades, virtudes e desejos, jogar bem e conseguir um bom resultado nas duas partes deste jogo, casa e fora".

Questionado sobre o time titular que vai apresentar no estádio da Luz, em Lisboa, Carlos Queiroz adiantou apenas que confia plenamente na equipe que vai mandar a campo.

"É um time em que deposito toda a minha confiança, em que toda a equipe acredita. É um time que já traz coerência, harmonia, experiência e trabalho cumulativo dos estágios anteriores. Tenha a certeza de que os que entrarem irão fazer tudo e o melhor possível para ajudar Portugal a chegar mais à frente na caminhada para a África do Sul", garantiu.

O técnico português libertou ainda os jogadores de qualquer pressão que possam ter na partida para o jogo com a Bósnia-Herzegovina.

"Estamos entusiasmados. Conto com a experiência e maturidade dos nossos jogadores. Nós profissionais trabalhamos uma vida inteira para chegar a estes momentos e vamos agora estar a falar sobre a pressão? Nós sonhamos com estes momentos", garantiu.

Dizendo-se "tranquilo, confiante e otimista", o treinador frisou que "em todos os detalhes os jogadores têm de ser melhores do que os adversários" e "estar sempre um segundo à frente".

"Neste desafio de dois jogos em que tudo vai para o ganhador, temos de nos superar, estar inspirados, usar toda a nossa fantasia. Todos juntos, com o apoio dos nossos torcedores, podemos ganhar", afirmou.

Sobre qual seria um bom resultado no sábado, Carlos Queiroz foi claro: "Ganhar, ganhar. Não sou esquisito".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos