Mais de um terço dos chineses pensam que EUA quer conter país

Pequim, 16 nov (Lusa) - A maioria dos chineses acredita que os Estados Unidos desejam manter boas relações com a China, mas um terço pensa que Washington tentará impedir que o seu país se torne mais forte, de acordo com uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira em Pequim.

A primeira porcentagem é, contudo, muito superior à que foi apurada há dez anos pelo mesmo levantamento: entre 40% e 50% dos chineses tinha uma boa impressão da política norte-americana em relação à China, realçou o jornal Global Times.

A pesquisa anunciada hoje foi realizada em junho nas dez maiores cidades do país.

De acordo com os resultados, 62,31% das pessoas entrevistas responderam que os Estados Unidos saúdam com agrado a emergência da China e querem manter uma relação de cooperação com o país.

Contudo, um terço (33,56%) pensa que "os Estados Unidos estão a tentar impedir a China de se tornar mais forte".

A pesquisa coincide com a primeira visita do presidente norte-americano, Barack Obama, à China, que começou no domingo à noite, em Xangai.

Hoje de manhã, num encontro com estudantes de Xangai, Obama declarou que "os Estados Unidos não procuram conter a China".

Já na semana passada, ele havia destacado que "em questões cruciais" como alterações climáticas, recuperação econômica ou proliferação nuclear, "é difícil ver como é que o Estados Unidos ou a China poderão ter sucesso sem trabalharem em conjunto".

A questão os direitos humanos, que outrora foi um tema de acesa polêmica entre os dois governos, não desapareceu da agenda, mas como indicou a nova secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, as "pressões" nesse domínio "não devem ocultar" os interesses comuns.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos