Paços joga melhor, mas cede empate ao Leixões

Paços de Ferreira, Porto, 29 nov (Lusa) ? Um pênalti convertido por Hugo Morais aos 26 minutos do segundo tempo impediu, neste domingo, o Paços de Ferreira de obter a primeira vitória em casa no Campeonato Português, ao empatar com o Leixões em 1 a 1, em jogo válido pela 11ª rodada.

A equipe pacense, que jogou melhor, saiu na frente no placar com gol de William, aos cinco minutos do segundo tempo, mas Hugo Morais, 21 minutos depois, igualou a partida depois de converter um pênalti indiscutível, marcado após Danielson colocar a mão na bola na área do Paços.

Com este empate, a equipe pacense, que segue sem vencer em casa no campeonato nesta temporada, chega aos 11 pontos, dois a mais que o Leixões, que conseguiu quebrar sua sequência de três derrotas seguidas no Português.

Os dois times começaram o jogo em formação 4-3-3, mas o domínio e iniciativa pertenceram quase exclusivamente ao Paços de Ferreira, a única equipe que demonstrou intenção de ganhar a partida.

Com Cristiano e Manuel José bem posicionados nas laterais, sendo bem assistidos pelos zagueiros, e um meio campo ofensivo, a equipe da casa deixou o Leixões preso em sua área.

A equipe de José Mota, punido (o assistente Jorge Mendonça também foi expulso), tinha Hugo Morais bem marcado e só saiu em ocasionais contra-ataques ou em lances de bola parada, com destaque para um chute perigoso de Fernando Alexandre, aos 26 minutos do primeiro tempo, após cobrança de lateral.

O domínio do time da casa, no entanto, não se traduziu em oportunidades de gol, com exceção de uma finalização fraca de Cristiano, na área, aos 34 da primeira etapa, e outra de Ricardo, no minuto seguinte, que parou na muralha armada pela zaga adversária.

O técnico pacense, Ulisses Morais, deixou Pedrinha no banco no intervalo e apostou em Roncatto, autor do passe para William, aos cinco minutos do segundo tempo, que marcou e fez seu terceiro gol na temporada.

A garra do Paços de Ferreira poderia ter sido recompensada com o segundo gol, três minutos depois, mas o chute de Manuel José sofreu um pequeno desvio e saiu ao lado das traves de Diego.

A fragilidade do Leixões pareceu ganhar maior dimensão com a justa expulsão de Jean Sony, aos 24 minutos do segundo tempo, após entrada violenta sobre Cristiano, e, dois minutos depois, do auxiliar-técnico Jorge Mendonça, por protestos, o que não aconteceu.

Aos 26 minutos, após um lateral direito cobrado pelo ataque do Leixões, Danielson, inadvertidamente, meteu a mão na bola na grande área e, na cobrança do pênalti, Hugo Morais empatou o jogo, fazendo seu terceiro gol na temporada.

A equipe da casa aumentou a pressão até o final, e Maykon, aos 46, poderia ter ampliado, mas Diego impediu o gol com uma grande defesa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos