Moçambique se oferece para receber seleção portuguesa

Maputo, 3 dez (Lusa) ? Moçambique deseja que Portugal "decida tão cedo quanto possível" se há possibilidade de a seleção portuguesa se concentrar em Maputo a caminho da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, porque o país afirma estar "preparado" para receber a equipe lusa.

"Esperamos que (as autoridades portuguesas) decidam tão cedo quanto possível se há chance para isso e venham a Moçambique", disse nesta quinta à Agência Lusa o ministro moçambicano da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana.

Falando sobre os incentivos e preparativos do país para acolher seleções durante a Copa, a primeira no continente africano, Sumbana assegurou que o governo de Maputo "criou condições" para que os jogadores da seleção portuguesa "se sintam em casa e muito bem acolhidos".

Recentemente, Portugal manifestou a disposição da seleção em passar uma temporada em Moçambique, para treino, mas, segundo o ministro de Juventude e Desportos, as autoridades portuguesas ainda não confirmaram.

"Está tudo em aberto", mas "criamos condições para que eles se sintam muito bem aqui, tenham bons hotéis, bons recintos para fazer o seu estágio e que, acima do tudo, se sintam em casa", explicou o ministro.

A cidade mais próxima de Moçambique na África do Sul, Nelspruit, fica cerca de duas horas de viagem de carro de Maputo. Joanesburgo, capital econômica, e Pretória, capital política, que vão receber alguns jogos do Mundial (como Nelspruit), estão a pouco mais de dez horas da capital moçambicana.

Vantagens moçambicanas

Questionado pela Agência Lusa sobre os incentivos criados para que as seleções de futebol se sintam estimuladas a treinar em Moçambique, Sumbana reconheceu que o país não tem os mesmos atrativos que seus vizinhos.

"Não temos promessas de pacotes, como alguns países, eventualmente, possam ter a possibilidade de fazer, e compreendemos que as próprias autoridades portuguesas sentem que a situação é essa", disse.

"Mas nós queremos oferecer aquilo que é mais valioso, que é o calor de Moçambique, no sentido de boa relação" de amizade com Portugal, disse o responsável, acrescentando que, em conversa recente com o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Gilberto Madail, "achou muita simpatia" ao convite.

"Mas tudo depende do que as autoridades portuguesas deverão decidir", ressaltou.

O Executivo de Maputo está esboçando uma série de medidas para capitalizar as oportunidades da Copa na África do Sul, como o "Programa de Bem Servir", lançado nesta quinta-feira e que visa mobilizar e envolver todas as atividades públicas e privadas relevantes para acolher e servir bem os clientes e visitantes.

Anteriormente, o Executivo de Maputo delineou um projeto denominado "Marca Moçambique", auxiliado pela "National Geographic", que inclui a construção de infraestruturas turísticas ou a reabilitação de outras já existentes.

A "Marca Moçambique", projeto de promoção do potencial turístico moçambicano, lançado em fevereiro pelo ministro do Turismo, permitirá dobrar o número de quartos das estâncias turísticas, dos atuais 18 mil, e a criação de 20 mil postos de trabalho no setor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos