Presidente da Uefa rejeita novas tecnologias na arbitragem

Por Nuno Ferrão, da Agência Lusa

Funchal, 10 dez (Lusa) - O presidente da Uefa, Michel Platini, rejeitou ser conservador em relação às novas tecnologias a serviço da arbitragem no futebol, preferindo colocar "mais olhos" para melhorar o trabalho dos árbitros.

"Estou fazendo o meu melhor para colocar mais olhos a ajuizar o jogo", declarou Platini à Agência Lusa, em referência às novas medidas da Uefa, como a colocação de mais dois juízes, atrás do gol, nos jogos da Liga Europa.

Sobre as suas supostas ideias conservadoras, Platini lembrou que foi graças a ele que se procederam a algumas alterações nas regras de jogo, como punir com cartão vermelho direto as faltas do penúltimo defensor ou proibir que os goleiros agarrem com as mãos a bola lançada com o pé pelos colegas do time.

"Não sou conservador. As pessoas que colocam essas questões é que mostram ser conservadoras. Quem paga 20 câmeras de televisão em todos os jogos? Prefiro canalizar esse dinheiro para os jovens jogarem futebol", defendeu o presidente da Uefa.

Para ele, que insistiu que a arbitragem nestes moldes "está morta", a solução não passa pelas novas tecnologias, mas pela colocação de mais juízes ao serviço do árbitro principal.

"Esta arbitragem está morta. Temos feito vários testes para melhorar o trabalho dos árbitros. Em certas partes do campo, o árbitro nunca consegue ver o que acontece. A solução passa por colocar em campo mais árbitros para ajudarem a tomar decisões mais corretas", defendeu.

A especificidade do jogo de futebol, em contraponto com outras modalidades, desaconselha, segundo Platini, a introdução das chamadas novas tecnologias.

"Temos de saber o que acontece no momento, não podemos parar o jogo. No tênis para o jogo, no rugby para o jogo, no futebol os lances têm de continuar. Se há um contra-ataque não podemos parar o jogo", concluiu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos