Premiê angolano inaugura estádio para Copa Africana

Luanda, 28 dez (Lusa) - O primeiro-ministro angolano, António Paulo Kassoma, inaugurou nesta segunda-feira, na província de Benguela, o estádio de futebol Ombaka, palco dos jogos da Copa Africana de Nações (CAN-2010), e o aeroporto 17 de Setembro, depois de obras de revitalização.

O estádio de Ombaka é o segundo maior dos quatro construídos para a competição, com capacidade para 35 mil pessoas, e foi erguido em 18 meses.

O centro esportivo, que ocupa uma área de 41,5 mil metros quadrados, situado a cinco quilômetros do centro da cidade de Benguela, custou mais de US$ 100 milhões (R$ 175 milhões, ao câmbio atual).

No domingo, o estádio de Luanda 11 de Novembro foi inaugurado pelo presidente angolano, José Eduardo dos Santos, e na terça e quarta-feira serão abertos os estádios de Tundavala (Huíla) e Chiazi (Cabinda).

Depois de inaugurar o estádio de Ombaka, Kassoma reinaugurou o aeroporto 17 de Setembro, reformado para acolher a Copa Africana de Nações 2010, disputada entre 10 e 31de janeiro, em Angola.

Sobre as obras do terminal aéreo, o ministro angolano dos Transportes, Augusto Tomás, disse que o aeroporto foi devidamente aparelhado e dotado de capacidades que darão aos passageiros maior conforto, fluidez e segurança.

Novo aeroporto internacional

Segundo Tomás, a pista do aeroporto 17 de Setembro foi apenas submetida a uma reabilitação, e não ampliação, uma vez que está sendo construído na vila da Catumbela o novo aeroporto internacional, com uma pista de grande dimensão, para aviões de grande porte.

"É preciso fazer coabitar os aviões de pequeno porte com os de médio e grande porte, daí a razão de ser dos investimentos feitos com alguma cautela no aeroporto 17 de Setembro e o grande investimento feito na Catumbela, o novo aeroporto internacional", ressaltou o ministro.

No domingo, o presidente angolano, José Eduardo dos Santos, inaugurou as obras de revitalização do Aeroporto Internacional de Luanda 4 de Fevereiro, que duraram sete meses e foram calculadas em US$ 153 milhões (R$ 268 milhões).

As obras permitem o aumento da capacidade de fluxo de passageiros anual de 1,2 milhão para 3,6 milhões.

O aeroporto disporá de três parques de estacionamento para 856 carros e novas áreas de embarque e desembarque contendo equipamentos modernos. A primeira passará de 12 para 26 balcões de check-in, enquanto a segunda disporá de três esteiras para receber as malas.

Na inauguração de domingo, Augusto Tomás disse que a obra teve como objetivo proporcionar aos passageiros condições dignas de embarque e desembarque, além de maior conforto, mobilidade e rapidez ao nível dos serviços aeroportuários.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos