PUBLICIDADE
Topo

FMI analisa danos causados pela crise de petróleo à economia de Angola

26/01/2017 05h31

Diretores destacam combinação de crescimento nulo, baixa na renda de impostos, redução de exportações e subida da inflação; Luanda recomendada a conter salários, a fazer mais investimento público e a rever subsídios. Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque. O Produto Interno Bruto de Angola deverá avançar 1,3% em 2017, após o crescimento nulo [...]