Giro UOL traz os destaques da manhã desta quinta, 17/03, para você; ouça

Ligia Gauri

Do UOL, em São Paulo

Noite de protestos

Pelo menos 16 Estados e o Distrito Federal tiveram protestos na noite de ontem depois da nomeação do ex-presidente Lula para a Casa Civil. Os atos também foram direcionados à presidente Dilma depois da divulgação da Polícia Federal de uma conversa dela com Lula.

Para a PF, Dilma teria colocado Lula como ministro para evitar a prisão do petista. As manifestações foram vistas em SP, RJ, MG, ES, DF, RS, SC, PE, GO, PR, PA, BA, AM, AL, PB e CE. Ainda não existe um número oficial de quantos manifestantes foram às ruas.

Leia mais

 

Moro e a gravação

A gravação da conversa entre Dilma e Lula, divulgada ontem, foi feita pela Polícia Federal duas horas depois de Sergio Moro determinar o fim do grampo telefônico sobre o ex-presidente.

É o que consta em relatório enviado ao próprio juiz da Lava Jato.

Moro afirmou que o interesse público impôs o fim do sigilo sobre os grampos. Para ele, a população deve saber o que os governantes estão fazendo, mesmo quando tentam agir protegidos pelas sombras.

Leia mais

 

Opinião 1: Moro venceu corrida com o Planalto

"Se Lula era a última cartada do governo Dilma para escapar do impeachment, ela durou pouco". Essa é a opinião de Igor Gielow, do jornal Folha de S.Paulo, depois que Moro divulgou conversas entre a presidente e o Lula.

Gielow ainda avalia que o estrago político já está feito e que não existe condições para a volta do petista ao governo. A crise atinge um novo patamar e o número de protestos pode aumentar.

Leia mais

 

Opinião 2: o país mergulha no vale-tudo

"A crise se radicaliza e o país mergulha em um perigoso clima de vale-tudo". É o que analisa o jornalista Bernardo Mello Franco, do jornal Folha de S.Paulo, depois dos acontecimentos de ontem em Brasília, com Lula e Dilma, e em Curitiba, com Moro e a Polícia Federal.

E a questão agora é: como tudo isso vai acabar?

Leia mais

 

Na Casa Civil

Lula acredita que o vice-presidente Michel Temer deveria ter "protagonismo máximo" no governo a partir de agora. Nos bastidores, o ex-presidente ainda comentou que Temer poderia ser um ótimo ministro da Justiça.

Aumentar o diálogo com Temer, para o novo ministro da Casa Civil, é um dos caminhos para tentar frear a debandada do PMDB do governo. As informações são da colunista Mônica Bergamo.

Leia mais

 

Oposição se manifesta

"Ou ela sai ou vai ser enxotada do Palácio do Planalto". Foi assim que o deputado Antonio Imbassahy, líder do PSDB na Câmara, definiu o momento da situação política do Brasil ao se referir às manifestações contra a presidente Dilma.

Imbassahy ainda afirmou que a oposição tem uma ação para impedir a posse de "uma pessoa que está sendo denunciada pelo Ministério Público e com indicações que teve benefício de empreiteira da Lava Jato", fazendo referência a Lula.

Leia mais

 

Festa para uns, preocupação para outros

Na Libertadores, Corinthians e Atlético-MG fizeram o dever de casa e assumiram a ponta dos grupos. Os paulistas venceram o Cerro Porteño, do Paraguai, por 2 a 0 em Itaquera e lideram o Grupo 8, com nove pontos.

O Atlético-MG passou pelo Colo-Colo, do Chile, por 3 a 0 e chegou a 10 pontos no Grupo 5. Já o São Paulo empatou com o Trujillanos, na Venezuela, e se complicou no torneio. O time tem apenas dois pontos no Grupo 1.

Leia mais

 

Estreia ruim

O Flamengo jogou quase toda a partida com um atleta a mais. Não foi suficiente. O time carioca perdeu para o Confiança na estreia na Copa do Brasil. Everton Santos marcou o gol dos sergipanos.

O Flamengo agora vai precisar vencer por pelo menos dois gols no jogo da volta para avançar para a próxima fase. Se ganhar por 1 a 0, a disputa vai para aos pênaltis.

Leia mais

 

 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos