Giro UOL traz os destaques da noite desta quinta, 12/05, para você; ouça

Saulo Novaes

Do UOL, em São Paulo

Interino assume

No primeiro discurso como presidente interino no Palácio do Planalto, em Brasília, Michel Temer (PMDB) reforçou que vai manter programas sociais dos governos anteriores, como o Bolsa Família, e que vai assegurar a continuidade da Operação Lava Jato. Ele falou horas depois de ter assumido as funções da presidente afastada, Dilma Rousseff.

Temer fica como presidente interino enquanto durar o processo de impeachment de Dilma no Senado, que pode levar até 180 dias.

Leia mais
 


Time escalado

Temer também anunciou hoje um novo ministério, composto em maioria por deputados federais e senadores. O governo fechou a conta em 23 ministérios, um a mais do que aliados do peemedebista vinham anunciando em conversas de bastidores. O número, porém, é menor do que os 32 ministros da gestão Dilma Rousseff.

Do total de novos ministros, 13 são congressistas, ou 57% do total da nova configuração da Esplanada dos Ministérios. O percentual representa quase o triplo com que Dilma Rousseff iniciou o segundo mandato, em 2015, com 7 congressistas nas 39 cadeiras – ou 18% do total.

Leia mais
 


"Sofro a dor da injustiça"

A presidente afastada Dilma Rousseff fez um pronunciamento de 14 minutos pela manhã no Palácio do Planalto, no qual classificou a abertura do processo de impeachment como "a maior das brutalidades que pode ser cometida contra um ser humano: puní-lo por um crime que não cometeu".

Na primeira aparição pública depois da decisão do Senado, ela voltou a classificar o impeachment de golpe e reafirmou que não praticou nenhum crime.

Leia mais
 


Oposição dura

Parlamentares pró-Dilma Rousseff prometeram reagir à decisão favorável ao afastamento da presidente aprovada pelo Senado.

Um dos principais defensores de Dilma na Casa, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), afirmou que fará oposição dura e que não vai tratar Michel Temer como presidente. A principal estratégia petista será ressaltar a baixa popularidade do interino.

Leia mais
 


Bem visto

Na visão do mercado, o novo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, combina duas condições vistas como essenciais para enfrentar os desafios atuais da economia brasileira: preparo técnico e habilidade política.

Ex-presidente do Banco Central e "fiador" do governo Lula (PT), Meirelles agora ingressa no primeiro escalão da gestão de Michel Temer (PMDB).

Leia mais
 


Mercado em movimento

A Bovespa fechou em alta de 0,9%, com 53.241,32 pontos, depois do Senado afastar a presidente Dilma do cargo.

O resultado foi puxado pelo desempenho positivo das ações do Itaú Unibanco e do Bradesco, que têm grande peso sobre o índice. Também influenciou a alta de 21% das ações da JBS, dona das marcas Friboi e Seara.

Já o dólar subiu 0,79%, cotado em R$ 3,473. Apesar da alta, a moeda americana acumula queda de 0,86% na semana.

Leia mais
 


Queda no lucro do BB

O Banco do Brasil anunciou hoje que teve lucro líquido de R$ 2,359 bilhões no primeiro trimestre, queda de 59,5% em relação ao mesmo período de 2015.

A carteira de crédito relativa à pessoa física encerrou março com saldo de R$ 185,3 bilhões, crescimento de 1,5% no trimestre e de 8,8% em 12 meses.

Leia mais
 


Até em Cannes

O clima político também foi notícia no Festival de Cannes, na França. Na coletiva de imprensa para anunciar o filme Jogo do Dinheiro, com Julia Roberts e direção de Jodie Foster, o ator George Clooney tomou o microfone e atacou o candidato mais odiado do momento, ao menos nos Estados Unidos.

"Não vai ter um presidente Trump", disse o ator, completando que "Trump é o resultado do fato de que a mídia não achou respostas para muitas perguntas". Em seguida, Clooney relacionou o filme ao momento político nos Estados Unidos afirmando que o filme mostra a "evolução de um certo cruzamento perigoso entre notícias e entretenimento" na sociedade.

Leia mais
 


Novo desmanche?

Depois de perder seis titulares do time que foi campeão brasileiro, o Corinthians pode vender outros dois destaques da equipe.

O zagueiro Felipe deve sair para o Porto por 8 milhões de euros, e Elias pode ir para o Shandong Luneng, da China, time comandado por Mano Menezes.

Leia mais
 


Assistência tricolor

O São Paulo Futebol Clube informou hoje que vai arcar com os custos das cirurgias de três torcedores que caíram do anel inferior do Morumbi depois que uma grade de proteção cedeu durante comemoração na partida contra o Atlético-MG, pela Copa Libertadores, na noite de ontem.

Os três acidentados que vão ser operados são os únicos que ainda estão internados. Entre as vítimas há três crianças, e um homem com fratura no braço confirmada pela equipe médica que prestou os primeiros socorros. Apesar do susto, não há ferimentos mais graves.

Leia mais
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos