Giro UOL traz os destaques da noite desta segunda, 13/06, para você; ouça

Alexander Vestri

Do UOL, em São Paulo

Dinheiro na prisão

O lobista Fernando Baiano admitiu à Polícia Federal que a Odebrecht pagou a ele R$ 550 mil entre 2014 e 2015, quando estava preso. Baiano passou quase um ano detido em Curitiba, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro na operação Lava Jato, e deixou a prisão depois de fechar acordo de delação premiada.

Ele teria repassado ao presidente da Câmara afastado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), US$ 5 milhões em 2011, fruto do esquema de corrupção na Petrobras.

Leia mais



Na mira da Justiça

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) atribuiu ao senador José Agripino, presidente do DEM, movimentações financeiras suspeitas no valor de R$ 15,9 milhões, entre dezembro de 2011 e novembro de 2014.

A informação faz parte de inquérito que apura se o parlamentar recebeu propina da OAS, investigada na Lava Jato, pela construção da Arena das Dunas, em Natal, para a Copa de 2014.

Leia mais




Inimigos da Lava Jato

O procurador da República Deltan Dallagnol disse que é "possível" e "provável" que a Lava Jato seja extinta.

Dallangnol disse que pessoas que estão entre as mais poderosas e influentes da República conspiram contra a operação.

Leia mais



Outro investigado na lista de Temer

A Polícia Federal investiga o novo presidente dos Correios, Guilherme Campos Júnior, por falsificação de assinaturas de eleitores para a criação do PSD em 2011.

Campos Júnior, presidente em exercício do PSD, foi nomeado na semana passada pelo presidente interino, Michel Temer (PMDB). Campos nega as acusações.

Leia mais



Liberados os aprovados

O resultado da primeira chamada do Prouni foi divulgado hoje, no site do programa.

Os estudantes pré-selecionados têm até o dia 20 para apresentar os documentos necessários nas instituições de ensino. Quem perder essa etapa vai estar, automaticamente, reprovado.

Leia mais



'Soldado do califado'?

O Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pelo ataque a tiros que deixou cerca de 50 mortos em uma boate gay em Orlando, nos EUA.  A mensagem chamou o autor do ataque, Omar Mateen, de "soldado do califado".

Oficialmente, as autoridades americanas ainda investigam a motivação do ataque e não confirmaram uma ligação direta do atirador com o grupo terrorista. O presidente Barack Obama disse que não há evidências claras de que o ataque tenha partido do exterior.

Leia mais



Mercado em movimento

A Bolsa abriu o dia em queda, mas inverteu o movimento e fechou em alta de 0,48%, com 49.660,79 pontos.

No mercado de câmbio, o dólar subiu 1,62%, cotado em R$ 3,487. Foi o terceiro dia seguido de alta da moeda norte-americana.

Leia mais



Transmissão de cargo

O novo presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse que terá como objetivo perseguir uma inflação baixa e estável para garantir a recuperação da economia. Mas disse também que a eficácia da política monetária vai depender da aprovação das medidas fiscais propostas pelo governo.

Goldfajn participou da cerimônia de transmissão de cargo hoje ao lado de Alexandre Tombini, que deixa o BC e vai para o FMI. Tombini fez um discurso no qual criticou várias vezes a política fiscal do governo Dilma.

Leia mais


Venda bilionária

A Microsoft anunciou um acordo para comprar a rede social LinkedIn por US$ 26,2 bilhões. Esse valor é maior que os US$ 22 bilhões pagos pelo Facebook na compra do Whatsapp.

O LinkedIn é a maior rede social para profissionais do mundo, com 433 milhões de inscritos. Pelo acordo, a empresa vai manter a marca, cultura e independência. A transição deve ser concluída até o fim do ano.

Leia mais




Novidades no futebol

A CBF estuda a criação de um novo torneio, que seria realizado no segundo semestre e daria vaga na Libertadores.

Seria disputado entre os campeões da Primeira Liga (torneio realizado entre times da região Sul, Minas Gerais e Rio), da Copa do Nordeste, da Copa Verde (que reúne equipes das regiões Norte, Centro-Oeste e do Espírito Santo) e do Campeonato Paulista.

Leia mais



Concorrência no mercado de TV

Com um ano de atraso, a GfK deve entrar no mercado brasileiro de medição de audiência em julho.

Financiada pela Record, SBT e RedeTV!, a GfK vai ser o primeiro concorrente de peso do Ibope.

Leia mais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos