Giro UOL traz os destaques da noite desta segunda, 03/10, para você; ouça

Vinícius Garcia

Do UOL, em São Paulo

Mais dinheiro, mais vitórias

Os candidatos que mais receberam doações eleitorais se saíram bem nas urnas este ano.  Das 26 capitais, em 17 o primeiro colocado foi o que mais arrecadou na campanha.

Dos oito eleitos no primeiro turno, só em Rio Branco, no Acre, o candidato que mais arrecadou não foi eleito. João Doria, próximo prefeito de São Paulo, foi o que mais teve recursos na campanha, cerca de R$ 7,5 mi. Os dados são de um levantamento do UOL no TSE.

Leia mais
 


Prioridades federais

O governo federal ainda não definiu se vai apoiar abertamente algum candidato no segundo turno das eleições. Michel Temer diz ter como prioridade a aprovação das reformas fiscais para garantir a retomada do crescimento econômico.

Para o governo, enquanto a crise não for revertida, os eleitores não vão criar laços com a gestão federal.

Leia mais
 


Ações contra candidatos

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, programou para amanhã o início do julgamento das ações contra os candidatos eleitos e os que têm reclamações na Justiça.

Mendes fez um balanço positivo da disputa eleitoral e explicou que a violência não ocorreu nas urnas.

Leia mais
 


"Não sou político"

Na primeira entrevista como prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB) voltou a dizer que não é um político. Ele também disse que pretende zerar o número de pessoas que aguardam para fazer exames médicos na rede municipal de saúde em um ano. Doria também quer garantir lugares para todas as crianças nas creches.

O tucano afirmou ainda que vai alterar a velocidade das marginais na primeira semana no cargo.

Leia mais
 


Mercado pós-eleições

A Bovespa fechou em alta de 1,87%, com 59.461,23 pontos. Esse é o maior ganho percentual desde 2 de setembro. A alta da Bolsa foi puxada pelo desempenho positivo das ações da Vale, da Petrobras e dos bancos.

Já o dólar teve queda de 1,42%, cotado em R$ 3,206, o menor valor desde agosto. A moeda terminou setembro com alta de 0,69%.

Leia mais
 


Leve melhora da inflação

Economistas consultados pelo Banco Central melhoraram em 0,02 ponto percentual a estimativa da inflação. A projeção anterior era de 7,25%, agora o índice foi para 7,23% até o fim do ano.

A estimativa de queda do PIB foi mantida em 3,14% para 2016. Para o ano que vem, a previsão é de crescimento de 1,3%. Os dados são do Boletim Focus.

Leia mais
 


Feijão mais acessível

Qual brasileiro não gosta de um prato com arroz e feijão? Mas em junho e julho comer esse prato ficou um pouco mais salgado, principalmente quando o assunto é o feijão-carioca. Agora o jogo virou. Na prévia da inflação de setembro, o feijão-carioca teve queda de 6% em relação ao mês anterior.

A diminuição do preço aconteceu devido a três fatores: a importação do produto, a redução da procura e um leve aumento na oferta pela colheita de setembro. Uma nova colheita entre outubro e novembro deve segurar novos aumentos. Os dados são do IBGE.

Leia mais
 


Iozzi condenada

Monica Iozzi foi condenada a pagar R$ 30 mil ao ministro do STF Gilmar Mendes por uma publicação que fez no Instagram. Para o juiz que comandou o caso, a atriz "extrapolou os limites do direito de expressão".

No post ela criticou a decisão do ministro de conceder habeas corpus ao médico Roger Abdelmassih, acusado de estupro e manipulação genética irregular.

Leia mais
 


Jolie consegue guarda

A atriz Angelina Jolie conseguiu a custódia temporária dos seis filhos após divórcio com Brad Pitt. O acordo é válido por três semanas e dá direito ao ator visitar os filhos.

Para as visitas, o ator vai ter que fazer testes para comprovar que não usou álcool e drogas.

Leia mais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos