Giro UOL traz os destaques da noite desta quarta, 16/11, para você; ouça

Vinícius Garcia

Do UOL, em São Paulo

Garotinho preso

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho foi preso pela Polícia Federal. A prisão é resultado da operação Chequinho, que apura a compra de votos por meio do cadastramento de famílias de forma ilegal no programa Cheque Cidadão, da Prefeitura de Campos.

Para a Justiça, Garotinho se "associou com personagens já denunciados" com a intenção de "praticar milhares de vezes" o crime de compra de votos. A defesa de Garotinho alega que a prisão é arbitrária e ilegal.

Leia mais
 

Cartel em Belo Monte

A empreiteira Andrade Gutierrez delatou a existência de um cartel para disputar as licitações de construção e operação da Usina de Belo Monte, no Pará. A colaboração fez com que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, o Cade, instaurasse um inquérito para apurar o esquema.

De acordo com a empreiteira, a Camargo Corrêa e a Odebrecht também participaram do cartel.

Leia mais
 

Protesto e confronto

Os servidores públicos do Estado do Rio fizeram hoje um ato contra o pacote de medidas de austeridade econômica feito pelo governo. A manifestação aconteceu em frente ao Palácio Tiradentes, sede do Poder Legislativo Estadual.

O protesto teve confronto entre dois grupos de manifestantes, tentativa de invasão e repressão policial com bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo.

Leia mais
 

Intervenção militar?

Manifestantes invadiram o plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília, e gritaram palavras de ordem como "viva Sergio Moro". Alguns manifestantes pediam intervenção militar no país e que o ato seria um prenúncio do Golpe Militar de 64.

O protesto reuniu cerca de 50 a 60 pessoas no momento em que os deputados discursavam à espera do quórum para o início da sessão.

Leia mais
 

Obras investigadas

O Ministério Público Federal investiga o repasse de R$ 89,5 milhões para empresas ligadas ao operador financeiro Adir Assad e para o advogado Rodrigo Tacla Duran nas obras de ampliação da Marginal Tietê, em São Paulo. A Lava Jato atribui a Assad e a Duran o papel de operadores financeiros na lavagem de capitais de grandes empreiteiras.

A reforma foi um convênio do governo de São Paulo, então comandado por José Serra, do PSDB, e pela prefeitura da capital na gestão Gilberto Kassab, que era do DEM e hoje está no PSD.

Leia mais
 

Se tiver condenação...

O presidente Michel Temer avalia que uma eventual prisão do ex-presidente Lula causaria instabilidade ao governo e ao país. Temer disse que não há o que questionar se a detenção vier depois de uma condenação.

Temer afirmou ainda que não tem uma decisão formada sobre o veto a uma eventual anistia para o caixa dois em campanhas eleitorais. O chefe do Planalto disse que prefere não se manifestar sobre o tema agora para não influenciar no Congresso.

Leia mais
 

Mercado em movimento

A Bovespa fechou em alta de 1,85%, para 60.759,32 pontos. Esse foi o segundo avanço seguido da Bolsa, que foi influenciada pelo desempenho positivo das ações da Petrobras e dos bancos.

Já o dólar interrompeu uma sequência de quatro altas seguidas e teve queda de 0,56%, cotado em R$ 3,422. A sessão desta quarta-feira foi marcada por atuações do Banco Central e do Tesouro Nacional no mercado.

Leia mais
 

Perdeu

A cada cem celulares roubados no Estado de São Paulo neste ano, menos de sete foram recuperados pela polícia.

O celular está presente em 61,4% das ocorrências notificadas no Perfil de Roubos da Secretaria da Segurança Pública. Isso quer dizer que ao menos 149 mil
roubos de aparelhos foram registrados no Estado entre janeiro e abril.

Leia mais
 

Grêmio perde mando

O Grêmio foi punido com a perda de mando de campo na final da Copa do Brasil. O clube recebeu a punição por conta da invasão de Carol Portaluppi, filha de Renato Gaúcho, depois da classificação contra o Cruzeiro.

O clube ainda pode entrar com um recurso para reverter a decisão se quiser jogar a segunda partida da final na Arena Grêmio, no dia 30.

Leia mais
 

Não vou

Bob Dylan não vai à cerimônia de entrega do Prêmio Nobel de Literatura, em dezembro. A Academia da Suécia anunciou a decisão depois de Dylan mandar uma carta citando que tinha outros compromissos.

O cantor e compositor foi premiado com o prêmio Nobel da Literatura por "criar novas expressões poéticas dentro da tradição da canção americana".

Leia mais
 

Gagliasso contra o racismo

Bruno Gagliasso prestou queixa na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática, no Rio de Janeiro. O ator procurou a polícia depois que a filha, a pequena Titi, sofreu ofensas racistas por meio das redes sociais.

O ator afirmou ainda que tem provas de todas as ofensas. Gagliasso e a mulher, Giovanna Ewbank, adotaram Titi em uma viagem ao Malaui, na África.

Leia mais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos