UOL Notícias Notícias
 

06/10/2002 - 14h57

Ressentimento de justificar voto divide turistas em Fortaleza

FORTALEZA (Reuters) - Alguns turistas em Fortaleza manifestaram pena de justificar o voto na manhã deste domingo, apesar de os termômetros superarem a marca dos 30 graus. A ausência, contudo, parece não incomodar outros votantes fora do domicílio eleitoral.

O casal gaúcho Leandro e Marluce Liftschitz, de 43 e 39 anos, respectivamente, ambos consultores de informática, disseram estar ressentidos por ficar fora da votação.

"Fica mais difícil para a consciência na hora de cobrar os políticos depois", afirmou o marido.

A esposa concorda e lamentar ser sua estréia em justificativa. "Estamos trabalhando e num caso inédito não vou exercer minha cidadania."

A paulista Maria Fernanda Carvalho, que também está na capital cearense para cumprir uma missão corporativa, endossa a opinião do casal. "Estou com pena (de justificar), ainda mais porque há tanta indefinição quanto ao segundo turno para presidente."

Esses eleitores entregaram seus formulários de justificativa no posto eleitoral instalado na sede do Náutico Atlético Cearense, que fica na Av. Beira-Mar, em frente à praia e próximo da região que concentra boa parte da rede hoteleira da cidade.

Cerca de 25 pessoas aguardavam em fila a recepção do documento pelos mesários do Tribunal Regional Eleitoral. A espera pelo comprovante era de cerca de 10 minutos, tempo bem inferior ao das filas para votação.

A ligeira espera para cumprir o ritual da justificativa causou alguma ansiedade para dois jovens que não se importam da ausência no processo eleitoral.

O carioca e estudante Luciano Menezes, de 23 anos, queixou-se de que estava "perdendo o sol para se justificar de uma coisa que odeia, a política". Seu colega, o capixaba Eduardo Ribeiro Neto, fez reclamação semelhante. "Odeio candidato e odeio cinismo de candidato, preferia já estar na praia."

A manifestação dos rapazes causou alguma indignação à aposentada maranhense Milene Ferreira Silva, de 70 anos.

"Que coisa triste esses meninos nem ligarem para o destino da nação", desabafou, acrescentando sua mágoa da justificativa, embora tenha contado que não poderia perder a oportunidade de visitar Fortaleza pela primeira vez.

"O que me deixa surpresa é que quem está no exterior pode votar em trânsito e a gente dentro do País não pode", completou.

(Fabíola Girardin, especial para a Reuters)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host