UOL Notícias Notícias
 

27/10/2002 - 23h32

Festa na avenida Paulista já reúne 50 mil pessoas

Por Érica Zanetti e Nathália Machado

SÃO PAULO (Reuters) - Enquanto o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva fazia o seu primeiro pronunciamento na noite de domingo num hotel dos Jardins, em São Paulo, 50.000 pessoas se reuniam numa "onda vermelha" na avenida Paulista, hasteando bandeiras e vestindo camisetas brancas e vermelhas, as cores do Partido dos Trabalhadores, para comemorar a vitória de seu candidato na avenida Paulista.

Às 23h, o número de militantes aumentava a cada minuto para aguardar a presença do novo presidente. A aglomeração já superava a maior comemoração do ano, a do Pentacampeonato da seleção brasileira de futebol, que, segundo a PM, levou 40.000 torcedores à avenida.

A multidão ouvia em silêncio o discurso de Lula, atenta à cada frase, e somente em alguns momentos voltava a se manifestar. Um destes momentos foi quando Lula se declarou pela primeira vez o novo presidente de 170 milhões de brasileiros.

"A democracia venceu. Hoje em dia todo mundo se interessa por política, e essa mudança já dá para ser vista aqui na Paulista. Para mim, o marco inicial da mudança vai se dar aqui", afirmou Magali Lourdes Fince, dona de casa, de 38 anos.

Dez minutos após o término da votação, a avenida que concentra as manifestações populares em São Paulo já estava com as duas pistas interrompidas na altura do número 900.

"Para mim, já é uma tradição, que sigo desde a época das Diretas-Já. E hoje trago minha filha para que ela conheça a cultura da participação para que assim não entre na cultura do medo. Pode até não ser petista, mas acho legal que conheça isso", disse Eduardo Pereira, funcionário da Varig.

Vestindo uma camiseta vermelha e com uma bandeira símbolo do PT na mão, Pereira misturava-se às cerca de 7.000 pessoas presentes na avenida, de acordo com estimativa feita pela Polícia Militar às 19h.

"Vim comemorar a vitória, quero ver o Lula aqui hoje. Espero que o governo dele seja melhor que o do Fernando Henrique Cardoso. Votei no Lula porque quero mudança. Se ele seguir a filosofia do partido, o governo será voltado para o social e para as pessoas carentes", disse Luciana Rodrigues, advogada de 25 anos.

A estrutura montada para a comemoração neste domingo é bem maior do que a do primeiro turno. Segundo a organização, três trios elétricos espalhados pela avenida animaram a festa dos eleitores do PT. Além desses, há um grande palco construído em frente ao prédio da Gazeta e decorado por uma enorme bandeira do Brasil.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host