UOL Notícias Notícias
 

02/12/2002 - 13h42

Presidente do BID elogia postura de Lula pró-Mercosul

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Enrique Iglesias, elogiou nesta segunda-feira a iniciativa do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva de dar prioridade ao fortalecimento do Mercosul que, na sua avaliação, é essencial para favorecer as negociações comerciais dos países do bloco nos grandes fóruns internacionais.

"Estamos estimulados pelo fato de o presidente eleito estar convencido da importância do Mercosul nessa conjuntura regional e mundial. Para nós, é uma coisa muito positiva", disse Iglesias a repórteres, depois de participar da abertura de um congresso sobre cooperação estatística da União Européia, Mercosul e Chile no Rio de Janeiro.

Lula se encontra nesta segunda-feira na Argentina em sua primeira viagem internacional como presidente eleito. A visita tem como objetivo enfatizar a importância do país vizinho como parceiro estratégico e a disposição do futuro governo de fortalecer o bloco formado por Uruguai e Paraguai, além do Brasil e Argentina.

O presidente do BID ressaltou a importância do Mercosul no âmbito das negociações internacionais dos próximos anos como o projeto de formação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca).

"É sempre melhor navegar em comboio do que navegar sozinho", disse ele.

Iglesias mostrou-se otimista com os sinais iniciais emitidos pelo presidente eleito e pela reação positiva dos mercados, como confirmam indicadores como a queda do risco-país e da taxa de câmbio.

Segundo ele, os mercados "estão acreditando nas perspectivas do novo governo". Ele também expressou pouca preocupação com a aceleração da inflação e disse acreditar que a estabilidade da economia brasileira dos últimos anos deverá prevalecer.

Iglesias reafirmou o apoio do BID aos projetos sociais do futuro governo, lembrando da conversa que teve com Lula há três semanas. Na ocasião, o BID anunciou créditos adicionais no valor de 6,0 bilhões de dólares para ajudar o governo eleito em seus projetos sociais, entre eles o programa de combate à fome.

(Por Fatima Cristina)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,29
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h19

    -0,17
    74.318,72
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host