UOL Notícias Notícias
 

13/10/2004 - 20h55

Marta e Serra querem votos, mas tentam se descolar de Maluf

 
SÃO PAULO (Reuters) - Paulo Maluf (PP) define seu apoio no segundo turno da eleição paulistana apenas na sexta-feira, enquanto os dois candidatos na disputa tentaram nesta quarta-feira se descolar do ex-prefeito.

José Serra (PSDB) disse que não cogitou o apoio de Maluf, enquanto Marta Suplicy (PT) evitou comentar a aliança. O candidato derrotado do PP, por sua vez, ainda que indiretamente, sugeriu estarem corretas as especulações de que apoiará Marta ao dizer que as últimas denúncias contra ele são "armação tucana".

Ele procurou vincular suas recentes convocações pela Justiça à definição de seu apoio no segundo turno. Na terça-feira, Maluf foi indiciado pelo Polícia Federal acusado de cinco crimes. Nesta quarta-feira, depôs no Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado (Gaeco).

"Querem desqualificar meu eventual apoio. Quero dizer que eu lamento essa armação tucana", disse Maluf a jornalistas após seu depoimento.

O Gaeco, do Ministério Público Estadual, quer esclarecer gravações de conversa entre o vereador Brasil Vita (PP) e o ex-presidente da Câmara Municipal João Mellão Neto, na qual o vereador tenta convencer Mellão a negar denúncias recentes contra Maluf e acusar Serra de tê-lo pago para fazer essas acusações.

Na conversa, Vita, supostamente falando em nome de Maluf, oferece dinheiro do ex-prefeito para Mellão. Em seu depoimento, Maluf negou conhecer o assunto e chamou Mellão de "desqualificado".

"Foi ele (Mellão) que foi lá (na casa de Vita). E quem vai conversar na casa de alguém de boa-fé e leva um gravador no bolso? Então isso é uma armação, no meu entender, tucana."

Com os ataques ao PSDB, Maluf repete a tática usada nas últimas semanas da campanha do primeiro turno, quando se dizia nos bastidores que haveria um acordo entre o candidato e o PT.

Apesar do PP, partido de Maluf, informar que tanto Serra quanto Marta pediram apoio à legenda, Serra afastou a possibilidade.

"Os dois candidatos querem o apoio", disse Jesse Ribeiro, membro do PP e coordenador da campanha de Maluf no primeiro turno.

Serra negou categoricamente que tenha buscado ter Maluf em seu palanque. "Isso não foi cogitado por nós em nenhum momento. Agora, ele (Maluf) e o partido dele disseram que iam apoiar a Marta, portanto as questões relativas a ele é o PT e ela que têm que responder", disse Serra em caminhada na região de São Mateus, zona leste da cidade.

Logo após o primeiro turno, o vereador eleito pelo PSDB José Aníbal disse que não haveria constrangimento no caso de ter o voto de Maluf no tucano.

Marta Suplicy se negou a comentar um eventual apoio do ex-prefeito. Perguntada sobre o assunto, a prefeita não fez qualquer comentário. Seu candidato a vice, Rui Falcão, negou que o PT o tenha procurado.

"Nós queremos o voto de todo mundo", disse Falcão a jornalistas em São Bernardo do Campo, durante campanha de Marta e outros candidatos do PT a prefeito na região do ABC. "Não fizemos nenhum contato com ele (Maluf)."

Ainda durante a campanha do primeiro turno, Marta mudou de posição algumas vezes sobre o apoio de Maluf à sua candidatura, quando já estava claro que o segundo turno seria disputado por ela e pelo tucano José Serra. Maluf era tratado até recentemente como inimigo pelo PT, em função de posições ideologicamente opostas, mas o partido do ex-prefeito aderiu ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A direção nacional do PP recomendou a Maluf o apoio à prefeita no segundo turno. Maluf obteve 11,9 dos votos válidos no primeiro turno, mas pesquisas indicam que seus eleitores tendem a migrar para Serra.

José Genoino, presidente do PT, afirmou em Porto Alegre que o partido vai buscar os eleitores do Maluf, mas que não iria comentar especificamente sobre o ex-prefeito "porque simplesmente ele não está no segundo turno". Genoino declarou mais de uma vez que gostaria do voto dos eleitores e do próprio Maluf.

(Por Carmen Munari e Marcos de Moura e Souza)


Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h29

    0,36
    3,291
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h38

    -0,49
    62.947,27
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host