UOL Notícias Notícias
 

10/02/2006 - 11h42

Alemanha pode enfrentar maior greve no setor público em 14 anos

BERLIM (Reuters) - A Alemanha depara-se com o que pode ser sua maior greve no setor público dos últimos 14 anos depois de trabalhadores em metade dos 16 Estados do país terem aprovado realizar uma paralisação na sexta-feira, a fim de protestar contra planos dos empregadores para aumentar a jornada de trabalho.

"Não poderíamos ter obtido um resultado mais claro nas votações sobre a greve", disse Frank Bsirske, chefe do sindicato Verdi, em uma entrevista coletiva concedida em Berlim.

Bsirske acrescentou que mais de 90 por cento dos trabalhadores tinham aprovado a realização de uma ação do tipo. A greve não tem data para terminar.

Após cerca de 10 mil funcionários de hospitais, piscinas coletivas, serviços limpeza de esgotos, cemitérios, livrarias, jardins de infância e serviço de coleta de lixo terem cruzado os braços no Estado de Baden-Wuerttemberg no começo da semana, outros 20 mil poderão se juntar a eles na segunda-feira.

A disputa concentra-se nos esforços feitos por alguns empregadores do setor público para estender, sem aumento de salário, a semana de trabalho de 38 horas e meia para 40 horas. Também são contestados os planos de diminuir as férias e os bônus de Natal.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h25

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host