UOL Notícias Notícias
 

13/02/2006 - 13h21

AGENDA POLÍTICA: CNT divulga nova pesquisa e Dimas depõe na CPI

SÃO PAULO (Reuters) - Uma nova pesquisa sobre a popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a corrida presidencial deve concentrar, juntamente com o depoimento do ex-diretor de Furnas Dimas Toledo no Congresso, as atenções do cenário político desta semana.

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulga na terça-feira pesquisa que pode confirmar a tendência de recuperação da popularidade de Lula e de seu governo, apontada nas sondagens do Datafolha e do Ibope deste ano.

Já a presença de Dimas deve trazer de volta à CPI dos Correios os holofotes dos primeiros depoimentos, no início da crise política causada pelo escândalo do mensalão. Desta vez, no entanto, os principais alvos serão PSDB e PFL, que teriam políticos beneficiados em 2002 por um suposto esquema de caixa dois em Furnas.

Ainda no Congresso, o presidente Lula estuda levar pessoalmente sua mensagem para a abertura do ano legislativo.

No lado da oposição, o PSDB realiza o seminário "Renovar Idéias: Política Monetária e Crescimento Econômico no Brasil", que servirá de subsídio para o programa de governo da legenda.

O governador Geraldo Alckmin e o prefeito José Serra, que disputam a indicação do partido para concorrer à Presidência, estarão presentes, assim como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

"Serão dois seminários por mês a partir de março até maio", disse o deputado Sebastião Madeira (PSDB-MA), presidente do Instituto Teotônio Vilela, organizador do debate. Foram convidados dirigentes do PFL, PPS e PV.

Veja a seguir os principais fatos da semana.

SEGUNDA-FEIRA

-- O presidente do PT, Ricardo Berzoini, grava entrevista ao programa Roda Vida, da TV Cultura, que vai ao ar às 22h30.

-- O PT comemora 26 anos com jantar em Brasília que terá a presença do presidente Lula.

TERÇA-FEIRA

-- Divulgação da pesquisa CNT/Sensus realizada entre os dias 6 e 9 de fevereiro. Foram entrevistadas 2.000 pessoas em 195 municípios.

-- O Conselho de Ética vota novo relatório sobre o processo de cassação do deputado Pedro Henry (PP-MT), que vai confirmar a absolvição do ex-líder do PP.

-- A sub-relatoria de Normas da CPI dos Correios ouve como convidados Marcelo Fernandez Trindade, presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), João Marcelo dos Santos, da Superintendência de Seguros Privados (Susep), e Manoel Felipe Rêgo Brandão (procurador-geral da Fazenda Nacional).

-- Votação pela CCJ de recurso do deputado Wanderval Santos (PL-SP) contra o pedido de sua cassação.

QUARTA-FEIRA

-- Início do ano legislastivo, com solenidade no Congresso.

-- Dimas Toledo depõe na CPI dos Correios. Ele é tido como autor de uma lista de mais de cem políticos, a maioria do PSDB e do PFL, que teriam recebido recursos em caixa dois. Na última sexta-feira, ele negou à PF a autoria da lista, que disse ser uma fraude.

-- Reunião da Executiva do PMDB para tratar das prévias do partido.

QUINTA-FEIRA

-- O PSDB promove seminário econômico em São Paulo, com a presença de políticos, economistas e empresários. Os debatedores serão os especialistas Affonso Celso Pastore, Ilan Goldfajn, Ibrahim Eris, Joaquim Elói Cirne de Toledo, Julio Sergio Gomes de Almeida e Yoshiaki Nakano.

-- No Conselho de Ética, relator apresenta parecer sobre processo de cassação do deputado João Magno (PT-MG).

SEXTA-FEIRA

-- O presidente Lula participa da 9a Assembléia do Conselho Mundial de Igrejas, que acontece em Porto Alegre.

NA SEMANA

-- A Câmara terá seis medidas povisórias trancando a pauta. Também podem ser votadas as alterações na lei de redução de gastos de campanha.

-- Deve sair parecer final do projeto de Orçamento da União.

(Por Carmen Munari e Alexandre Caverni)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h39

    0,11
    3,153
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    -0,24
    65.179,92
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host