UOL Notícias Notícias
 

18/02/2006 - 11h37

Nigéria suspende exportação de 380 mil barris/dia de petróleo

LAGOS, Nigéria (Reuters) - A Royal Dutch Shell suspendeu no sábado as exportações de petróleo do terminal de Forcados, de 380 mil barris/dia, depois que militantes lançaram bombas à plataforma de carga de navios-tanque, afirmou uma importante fonte da indústria.

A companhia ainda está tentando averiguar os prejuízos à plataforma, que se localiza a cinco quilômetros da praia, mas já começou a fechar campos de petróleo que alimentam o terminal, acrescentou a fonte.

"Claro que nenhum carregamento pode chegar perto de lá agora", disse a fonte. "Se não podemos exportar, não podemos produzir."

A Nigéria é a oitava maior exportadora de petróleo do mundo e normalmente extrai 2,4 milhões de barris por dia.

O Movimento para a Emancipação do Delta Nigeriano, que está lutando para ter mais controle sobre as riquezas de petróleo da região, assumiu a responsabilidade pelos ataques deste sábado. O grupo também sequestrou nove trabalhadores estrangeiros e bombardeou dois oleodutos.

O presidente Olusegun Obasanjo convocou uma reunião com a indústria petrolífera e autoridades da área de segurança para discutir a crise ainda neste sábado, segundo a fonte.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host