UOL Notícias Notícias
 

27/02/2006 - 21h39

Militantes das Farc matam sete vereadores em hotel na Colômbia

Por Hugh Bronstein

BOGOTÁ (Reuters) - Guerrilheiros colombianos ligados às Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) invadiram um hotel na segunda-feira no sudoeste da Colômbia e abriram fogo contra uma reunião de vereadores, matando pelo menos sete deles, segundo a polícia.

Outras três pessoas ficaram feridas no incidente, ocorrido na tarde de segunda-feira. O hotel invadido pelas Farc abrigava as sessões da Câmara Municipal de Rivera, no Departamento de Huila.

Os rebeldes, que há 41 anos lutam para implantar o socialismo na Colômbia, haviam declarado que as autoridades municipais seriam tratadas como alvos militares.

Em maio, as Farc invadiram uma sessão da Câmara da pequena localidade de Puerto Rico, no vizinho Departamento de Caquetá, e mataram cinco vereadores com rifles e granadas.

Caquetá e Huila são redutos históricos das Farc. Caquetá está no centro do chamado Plano Patriota, com o qual o presidente Álvaro Uribe pretende acabar com o poderio da guerrilha no sul do país.

"As Farc tentam demonstrar que ainda estão no controle de províncias como Huila e Caquetá, onde o Estado tenta exercer mais influência", disse Germán Espejo, analista da entidade Seguridad y Democracia, de Bogotá.

Uribe, eleito em 2002 com promessas de esmagar a insurgência, é favorito para a reeleição, em maio, graças a seu sucesso na melhoria da segurança, especialmente nas grandes cidades.

A ONU condenou na segunda-feira um ataque realizado no fim-de-semana pelas Farc em Puerto Rico, Caquetá, que resultou na morte de nove civis. Esse ataque, considerado um crime de guerra pelo escritório de direitos humanos da ONU na Colômbia, teve como alvo um ônibus que transportava 25 pessoas. O ônibus havia quebrado e estava sendo consertado no acostamento quando foi alvejado.

Milhares de pessoas morreram e dezenas de milhares têm de fugir das suas casas a cada ano por causa da guerra civil da Colômbia. Nesse conflito, as Farc competem com milícias de extrema direita pelo controle de lucrativas terras produtoras de coca, a matéria-prima da cocaína.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host