UOL Notícias Notícias
 

08/06/2006 - 10h11

Premiê do Timor Leste não será afastado, diz chefe do Parlamento

Por Lirio da Fonseca

DILI (Reuters) - O Parlamento do Timor Leste deu seu apoio ao primeiro-ministro Mari Alkatiri na quinta-feira, contrariando soldados e manifestantes que pediam sua destituição por causa da violência que tomou conta da capital, Dili.

"O Parlamento não tomará nenhuma decisão que determine a expulsão do primeiro-ministro", disse o chefe do Parlamento, Francisco Guterres.

"O primeiro-ministro foi eleito pelo partido majoritário, o Fretilin", disse a repórteres. "Mesmo se o presidente concordasse com a remoção do primeiro-ministro, ele deveria coordenar com o Parlamento. Não houve tal decisão até agora."

A nação mais jovem do mundo mergulhou na violência em maio, depois que Alkatiri demitiu 600 soldados -- entre 1,4 mil -- do Exército por motim, quando eles protestaram por causa da suposta discriminação contra os soldados do oeste do país.

Soldados rebeldes e milhares de manifestantes pediram a destituição de Alkatiri, culpando-o pela violência das gangues de jovens que combateram, saquearam e queimaram edifícios em Dili, deixando cerca de 20 mortes.

A onda de violência resultou, além disso, em 100 mil desabrigados. Na quinta-feira, mais caminhões carregando refugiados eram vistos chegando a Dili.

Uma força policial da Organização das Nações Unidas (ONU) deve ser mandada ao Timor Leste por pelo menos dois anos, para restaurar a lei e a ordem depois do colapso da polícia local, disse José Ramos-Horta a uma emissora de televisão australiana nesta quinta-feira.

O enviado especial da ONU, Ian Martin, estava seguindo para Nova York para fornecer informações ao secretário-geral da ONU, Kofi Annan, sobre a crise do Timor Leste.

Ele não informou se recomendará o envio de uma polícia da ONU ao país, apesar de ter afirmado a repórteres que a ONU provavelmente desempenharia um papel mais extenso no Timor Leste.

De acordo com o representante da ONU, Alkatiri concordou que uma investigação internacional com relação à violência seja levada adiante na ilha.

(Texto de Michael Perry; reportagem adicional de Paul Tait em Sydney)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host