UOL Notícias Notícias
 

08/07/2006 - 17h57

Astronautas caminham no espaço para testar novo equipamento

Por Jeff Franks

HOUSTON, Estados Unidos (Reuters) - Dois astronautas saíram da Estação Espacial Internacional neste sábado para dar um passeio no espaço com o objetivo de testar um equipamento que esperam ser capaz de melhorar a segurança dos vôos dos ônibus espaciais.

Piers Sellers e Michael Fossum tiveram de amarrar os pés na ponta de um braço mecânico e então se inclinar, girar e saltar para testar a estabilidade da plataforma para reparos de emergência, ligada a um braço de 30 metros de comprimento.

"Aproveitem a vista, senhores", disse Megan McArthur, comunicadora do Controle da Missão, quando os dois homens deixaram a estação para caminhar no espaço.

O teste é parte dos esforços da agência espacial norte-americana, Nasa, para aprimorar a segurança dos ônibus espaciais depois do desastre com a Columbia, em 2003, que matou sete astronautas.

A Nasa quer verificar se a plataforma, uma combinação do braço mecânico de 15 metros da Discovery com uma extensão de mais 15 metros, manterá os astronautas estáveis o suficiente para consertar partes da nave que ficam fora do alcance do braço mecânico.

Esses reparos serão necessários caso haja danos ao escudo de calor que protege a nave durante sua reentrada na atmosfera.

Quando a Columbia foi lançada, a espuma isolante do tanque de combustível rompeu uma parte do escudo que recobre uma das asas da nave. Esse rompimento permitiu que gases quentes destruíssem o ônibus espacial 16 dias depois, em seu retorno à Terra.

Sellers e Possum, que viajaram para a estação espacial junto com cinco outros astronautas na quinta-feira, deveriam ficar no espaço 6 horas e meia, no primeiro dos três passeios espaciais previstos no vôo de 13 dias.

Antes de saltitar na plataforma, eles consertaram rapidamente o sistema de transporte da estação espacial, necessário para concluir a estação de 100 bilhões de dólares, ainda inacabada.

Desde o lançamento da Discovery, a Nasa vem vasculhando a nave com câmeras e sensores procurando algum rompimento semelhante ao da Columbia. Nenhum grande dano foi encontrado. A Nasa gastou 1,3 bilhão de dólares em melhorias de segurança do ônibus espacial desde Columbia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host