UOL Notícias Notícias
 

11/07/2006 - 21h34

Corte eleitoral confirma segunda vitória de Morales na Bolívia

LA PAZ (Reuters) - A Corte Nacional Eleitoral (CNE) da Bolívia confirmou na terça-feira que o Movimento ao Socialismo (MAS), do presidente Evo Morales, ganhou mais da metade dos assentos da assembléia constituinte que tomará posse a partir de 6 de agosto. Morales qualificou as eleições de 2 de julho como uma "reafirmação do apoio" ao seu governo e anunciou, durante uma visita a autoridades eleitorais, que o MAS buscará "consenso... para garantir a refundação da Bolívia em benefício das grandes maiorias nacionais".

O resultado final das eleições deu ao MAS 137 das 255 cadeiras da assembléia, ou 50,7 por cento, deixando os governistas em necessidade de formar alianças para obter os dois terços de votos necessários para a aprovação de decisões no texto de uma nova Constituição.

"É verdade que todos queríamos ganhar com 90 por cento se possível. Isso não vai acontecer, mas se ganhou com ampla maioria", sustentou o indígena Morales, eleito em dezembro com 53,7 por cento dos votos, a maior margem desde que a Bolívia voltou à democracia em 1982. Em um distante segundo posto, o maior partido opositor, a aliança direitista Poder Democrático e Social do ex-presidente Jorge Quiroga, viu baixar sua fatia eleitoral de 28,5 por cento em dezembro para 15,3 por cento, para ganhar 60 cadeiras constituintes.

A terceira maior força estará formada pelo Movimento Nacionalista Revolucionário, de centro, com 18 cadeiras, seguido pelo também centrista Unidade Nacional e o esquerdista Movimento Bolívia Livre, com 8 assentos.

As demais 24 cadeiras serão divididas entre nove partidos.

(Por Carlos Alberto Quiroga)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host