UOL Notícias Notícias
 

23/07/2006 - 09h14

Papa Bento 16 reza pela paz em um Líbano "devastado"

LES COMBES (Reuters) - O papa Bento 16 comandou um dia internacional de orações pela paz no Oriente Médio neste domingo, pedindo um cessar-fogo imediato e a entrega de ajuda humanitária ao Líbano, que foi "devastado" pela guerra.

Enquanto continua a violência entre Israel e o Hizbollah, o papa disse que os libaneses tinham o direito de viver em paz.

"Me sinto particularmente próximo às populações civis indefesas, atingidas injustamente por um conflito do qual são vítimas", disse o papa em sua bênção semanal a uma multidão reunida em seu retiro de férias nos Alpes italianos.

As vítimas inocentes, disse ele, eram "tanto os que vivem na Galiléia (norte de Israel), obrigados a viver em abrigos, quanto a grande multidão de libaneses que, mais uma vez, vê seu país destruído e é obrigada a abandonar tudo para fugir".

A multidão aplaudiu depois que o papa listou os direitos dos povos diferentes na região.

"Aproveito essa oportunidade para reafirmar o direito dos libaneses à integridade e soberania de seu território, o direito dos israelenses a viver em paz em seu Estado e o direito dos palestinos a uma terra livre e soberana", disse.

Antes de uma cúpula de emergência de chanceleres em Roma, na quarta-feira, o pontífice pediu à comunidade internacional "que procure modos de iniciar as negociações" entre as partes em conflito.

A ofensiva israelense entrou no 12o dia contra o Hizbollah no Líbano e já matou 359 pessoas, a maioria civis. Cerca de 500.000 libaneses foram obrigados a abandonar suas casas. Mais de 1.000 foguetes do Hizbollah mataram 17 civis israelenses.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host