UOL Notícias Notícias
 

26/01/2007 - 20h48

Bush aceita resolução de deputados republicanos sobre Iraque

Por Thomas Ferraro

CAMBRIDGE, Estados Unidos (Reuters) - O presidente George W. Bush se reuniu reservadamente na sexta-feira com deputados republicanos e aceitou uma resolução alternativa, que estabelece "parâmetros" para o progresso no seu plano de enviar mais soldados ao Iraque, segundo fontes partidárias.

A maioria democrata do Congresso e também vários parlamentares republicanos são contrários ao plano de Bush e preparam resoluções contra essa iniciativa.

Os deputados que se reuniram com Bush disseram que o responsabilizariam pela execução da nova estratégia. "Ele deixou (a resolução) a critério da liderança", disse o deputado Eric Cantor após a reunião a portas fechadas que durou uma hora, no formato "perguntas e respostas".

"Ele disse: 'Tenho fé nos líderes para preparar uma proposta, porque sei que no seu coração eles querem que este país tenha sucesso"', disse Cantor, sub-coordenador da bancada republicana.

Os deputados, que participam de uma reunião de dois dias da bancada no litoral de Maryland, disseram ter apresentado muitas dúvidas e preocupações ao presidente, que por sua vez reiterou sua opinião de que os EUA precisam se manter na ofensiva, apesar do descontentamento da opinião pública com a guerra.

Durante a breve parte da reunião aberta a jornalistas, Bush disse: "A maioria das pessoas entende as consequências do fracasso. Se o fracasso não é uma opção, então cabe ao presidente apresentar um plano que tenha mais chances de sucesso".

Embora várias declarações do presidente tenham sido aplaudidas, nessa especificamente os deputados permaneceram em silêncio.

A Casa Branca diz que uma proposta de resolução bipartidária questionando o plano de Bush pode prejudicar o esforço de guerra.

A resolução republicana na Câmara, que pode ser apresentada no começo da próxima semana, prevê a criação de "parâmetros" militares, políticos e sociais para monitorar o sucesso do aumento das tropas, responsabilizando Bush e o governo iraquiano pelo resultado.

O texto também deve propor a criação de uma comissão parlamentar bipartidária para monitorar a implementação desses parâmetros. A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, é contra essa idéia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,22
    3,142
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,67
    70.477,63
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host