UOL Notícias Notícias
 

24/02/2007 - 10h27

Cheney faz advertência sobre ambição nuclear do Irã

Por Caren Bohan

SIDNEY (Reuters) - O vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, disse neste sábado que seu país e aliados não podem permitir que o Irã se torne uma potência nuclear e mostrou-se preocupado com as ações de Teerã e sua retórica "inflamada."

Os severos comentários de Cheney, conhecido por suas opiniões enérgicas, foram realizados após a recusa de Teerã em aceitar o prazo final estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) para interromper o enriquecimento de urânio e depois da promessa do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, de se opor ao resto do mundo e não mostrar fraqueza ao não concordar com as exigências do Ocidente.

"Eles deram algumas declamações muito inflamadas", disse Cheney sobre o Irã a jornalistas em Sidney, ao lado do primeiro-ministro australiano, John Howard. "Parece que eles querem desenvolver armas nucleares."

"Estamos muito preocupados e deixamos muito clara nossa preocupação com as atividades do Irã", afirmou.

O Irã insiste que não está tentando produzir armas nucleares e que as atividades de enriquecimento de urânio tem fins puramente pacíficos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host