UOL Notícias Notícias
 

06/09/2007 - 10h50

Síria acusa israelenses de bombardeio aéreo; Israel nega

DAMASCO (Reuters) - A Síria acusou aviões israelenses de bombardearem alvos não identificados na madrugada desta quinta-feira, sem causar danos ou vítimas, informou a agência de notícias oficial da Síria. Um porta-voz militar de Israel negou os ataques.

Baterias antiaéreas da Síria atiraram na direção dos aviões, que invadiram o espaço aéreo do país após a meia-noite do horário local, de acordo com a agência.

"A República Árabe da Síria alerta ao governo do inimigo Israel e se reserva ao direito de responder de acordo com o que aconteceu", disse a agência.

As forças militares de Israel negaram o ataque, segundo a Rádio Israel. "Esse evento nunca aconteceu", disse a rádio, citando um porta-voz militar israelense não identificado.

Israel há bastante tempo exige que a Síria deixe de apoiar grupos palestinos e o movimento libanês Hezbollah.

Testemunhas disseram ter ouvido o barulho de cinco aviões ou mais sobre a área de Tal al-Abiad, na fronteira da Síria com a Turquia, cerca de 160 quilômetros a norte da cidade síria de Rakka. Elas disseram que os aviões seguiram em direção ao sul.

A Síria informou que atirou pela última vez em aviões de guerra israelenses em junho de 2006, quando eles sobrevoaram a residência de verão do presidente da Síria, Bashar al-Assad.

Autoridades israelenses disseram à época que o sobrevôo era uma mensagem para que a Síria interrompesse o apoio ao Hamas, após o grupo palestino ter capturado um soldado israelense durante operação na Faixa de Gaza.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host