UOL Notícias Notícias
 

30/04/2008 - 19h01

Belarus expulsa 10 diplomatas dos EUA

Por Andrei Makhovsky

MINSK (Reuters) - Dez diplomatas dos EUA receberam na quarta-feira ordens para deixar Belarus em 72 horas, intensificando a disputa em torno das sanções e dos direitos humanos nesta ex-república soviética.

O encarregado de negócios Jonathan Moore disse a jornalistas, após ser convocado à chancelaria local, que a embaixada dos EUA vai cumprir as ordens do governo bielo-russo.

O Departamento de Estado disse que a medida é injustificada e gratuita, mas não citou possíveis retaliações.

O presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, no poder desde 1994, é constantemente acusado de reprimir a liberdade de expressão e organização. Ele está proibido de entrar nos EUA e na União Européia devido às suspeitas de fraude na sua reeleição em 2006.

Moore disse acreditar que novas sanções serão adotadas se Belarus não libertar todas as pessoas presas por supostas razões políticas. "Sim, acredito que isso se dará em breve", afirmou.

As autoridades bielo-russas disseram que Washington não atendeu à ordem, dada pela segunda vez no ano, para que reduzisse o número de funcionários em sua embaixada.

(Reportagem adicional de Susan Cornwell, em Washington)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h20

    -0,17
    3,131
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h27

    -0,99
    75.219,44
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host