UOL Notícias Notícias
 

02/07/2008 - 11h09

Erosão da terra pode levar 1,5 bi de pessoas à fome, diz FAO

MILÃO (Reuters) - A crescente degradação da terra reduz a produção das lavouras e pode ameaçar a segurança alimentar de cerca de um quarto da população do planeta, afirmou nesta quarta-feira a FAO, a agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para alimentação e agricultura, com sede em Roma.

A segurança alimentar ganhou destaque nos últimos meses porque o aumento do preço dos produtos, como resultado de colheitas fracas, baixos estoques, preço elevado dos combustíveis e crescente demanda podem levar milhões de pessoas a passar fome nos países em desenvolvimento.

"Um número estimado em 1,5 bilhão de pessoas, ou seja, um quarto da população do mundo, depende diretamente de terra que está sofrendo degradação", disse a FAO em um comunicado de apresentação de um estudo com base em dados coletados em um período de 20 anos.

A degradação da terra por um longo período vem crescendo e afeta mais de 20 por cento de todas as áreas cultivadas, 30 por cento das florestas e 10 por cento dos pastos, afirmou a FAO.

A erosão da terra leva à redução da produtividade, migração, insegurança alimentar, danos a recursos básicos e ao ecossistema e perda de biodiversidade, além de contribuir para a crescente emissão de gases que aquecem o planeta, segundo a agência da ONU.

"A perda de biomassa e de material orgânico no solo libera carbono para a atmosfera e afeta a qualidade do solo e sua habilidade de reter água e nutrientes", disse o diretor da Divisão de Água e Terra da FAO, Parviz Koohafkan.

De acordo com o estudo, o principal fator para a degradação da terra é o mau uso dela.

(Reportagem de Svetlana Kovalyova)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host