UOL Notícias Notícias
 
24/11/2008 - 19h03

Piratas somalis querem US$ 15 mi por navio saudita

Em Mogadício
Piratas responsáveis pela captura de um navio saudita abarrotado de petróleo -maior seqüestro naval da história- querem um resgate de US$ 15 milhões, disseram um líder islâmico e uma entidade marítima regional na segunda-feira.

O Sirius Star foi capturado no dia 15, com uma carga de US$ 100 milhões e 25 tripulantes (de Grã-Bretanha, Polônia, Croácia, Arábia Saudita e Filipinas). O caso é o ponto alto de uma onda de pirataria que vem assolando o nordeste da África, uma das principais rotas marítimas do planeta.

Os piratas já conseguiram milhões de dólares em resgate, o que gera um aumento nos custos do transporte e do frete. Apesar das patrulhas militares de diversos países no oceano Índico, há cerca de 12 navios e 200 tripulantes em poder de piratas.

Na semana passada, um graneleiro fretado pelo Irã foi capturado, o que levou o vice-ministro de Transportes do país a ameaçar o uso da força contra os piratas.

"A opinião do Irã é de que tais questões devem ser confrontadas com firmeza", disse Ali Taheri ao jornal Ebtekar.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host