UOL Notícias Notícias
 

17/02/2009 - 15h41

Comandante da Al Qaeda se entrega a autoridades sauditas, diz TV

RIAD (Reuters) - Um ex-detento de Guantánamo que virou comandante da Al Qaeda se entregou às autoridades sauditas, informou a televisão saudita Al Arabyia na terça-feira.

Mohammed al-Awfi, libertado de um centro saudita para ex-detentos de Guantánamo, apareceu em um vídeo da Al Qaeda no mês passado para dizer que se juntou ao braço regional do grupo no Iêmen como comandante.

O canal de TV disse que Awfi, que estava numa lista de 85 militantes islâmicos procurados, entrou em contato com as autoridades sauditas há três dias, antes de se entregar no Iêmen.

O Iêmen disse ter prendido dezenas de suspeitos em uma caça a militantes ligados à Al Qaeda nas últimas semanas.

O porta-voz do Ministério do Interior não foi encontrado para comentar o assunto.

Awfi entrou para a lista de procurados no mês passado, depois que o braço da Al Qaeda no Iêmen nomeou comandantes ele e outro colega saudita que saiu de Guantánamo.

No vídeo do mês passado, o líder do grupo no Iêmen, Abu Basir Nasser al-Wahayshi, ameaçou ataques contra ocidentais na região.

A célula saudita da Al Qaeda lançou uma campanha para desestabilizar o país que mais exporta petróleo em 2003, mas a violência terminou depois de uma longa série de prisões.

A Arábia Saudita também colocou centenas de militantes em um programa de reabilitação que incluía reeducação religiosa, ministrada por clérigos, e ajuda financeira para começar uma nova vida.

Mas o reino reconheceu no mês passado que algumas das pessoas liberadas se juntaram novamente aos grupos e que nove, incluindo ex-detentos de Guantánamo, foram presos novamente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host