UOL Notícias Notícias
 

30/08/2009 - 11h50

Raikkonen vence na Bélgica; Barrichello termina em 7o

Por Alan Baldwin

SPA-FRANCORCHAMPS, Bélgica (Reuters) - Kimi Raikkonen venceu o Grande Prêmio da Bélgica neste domingo, conquistando a primeira vitória da Ferrari nesta temporada após a batida do líder do campeonato, Jenson Button, na primeira volta.

O italiano Giancarlo Fisichella chegou em segundo com a Force India, a apenas 0,9 segundos do finlandês, e obteve os primeiro pontos para sua equipe em 30 corridas.

O alemão Sebastian Vettel ficou em terceiro pela Red Bull.

Button não somou pontos pela primeira vez na temporada, e agora exibe uma vantagem de 16 pontos em relação ao brasileiro Rubens Barrichello, seu companheiro de equipe e principal rival, que somou mais dois pontos pela sétima colocação.

O britânico foi atingido na traseira pela Renault do novato francês Romain Grosjean, em um acidente que também envolveu a McLaren do campeão de 2008 Lewis Hamilton.

"Eu larguei bem e ganhei umas quatro posições. É frustrante ser tirado da corrida assim," disse ele.

Vencedor em Valência na semana passada, Barrichello largou mal e caiu para a última posição logo no início. Ele também levou um susto nas últimas voltas, quando seu motor começou a soltar fumaça. A Brawn do piloto brasileiro pegou fogo pouco depois dele cruzar a linha de chegada.

FISICHELLA DECEPCIONADO

Button soma 72 pontos, Barrichello 56 e Vettel 53 faltando cinco provas. O australiano Mark Webber, da Red Bull, tem 51,5 pontos e caiu para a quarta colocação geral após terminar a corrida em nono lugar.

No campeonato de construtores, a Brawn lidera com 128 pontos, diante dos 104,5 da Red Bull e dos 56 pontos da Ferrari. A Force India passou adiante da Toro Rosso e segura a nona posição.

Raikkonen, campeão do mundo em 2007, venceu pela quarta vez em cinco anos no circuito de Spa Francorchamps. O êxito deste domingo foi o primeiro do piloto da Ferrari em 26 corridas e o 18o de sua carreira.

"Meu objetivo era ganhar pelo menos uma corrida e ficar em terceiro no mundial de construtores, e isso vai nos ajudar muito," declarou ele.

Fisichella, que vem sendo cogitado para assumir o lugar do substituto Luca Badoer na Ferrari, ficou decepcionado apesar do avanço para sua escuderia.

"Fui mais rápido que o Kimi, e por isso fiquei um pouco triste," disse o piloto de 36 anos.

O polonês Robert Kubica chegou em quarto para a BMW-Sauber, seguido do colega de time Nick Heidfeld e da McLaren de Heikki Kovalainen.

O alemão Nico Rosberg levou o ponto restante para a Williams, e Badoer largou e terminou em último.

"Está tudo indefinido," disse Vetel sobre a disputa do título. "É uma loucura, para ser honesto, um sobe e desce, e mostra como é importante a constância."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h39

    0,17
    3,285
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h40

    0,54
    63.597,37
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host