UOL Notícias Notícias
 

09/10/2009 - 20h56

Queda de avião da ONU no Haiti mata 11; sem vítimas brasileiras

PORTO PRÍNCIPE (Reuters) - Onze mantenedores de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) morreram nesta sexta-feira depois que o avião no qual viajavam caiu no Haiti durante uma patrulha de rotina, informaram autoridades da ONU.

Uma equipe de resgate da organização confirmou não haver sobreviventes entre os 11 passageiros que estavam da aeronave, uma Casa-212, que caiu perto da fronteira com a República Dominicana.

As vítimas eram uruguaias e jordanianas, afirmou a porta-voz da ONU, Vannina Maestracci. A causa do acidente ainda é desconhecida.

"A Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti anuncia com pesar que um avião da Minustah, que levava 11 passageiros, incluindo os tripulantes, caiu no sudeste da comunidade de Ganthier", afirmou a ONU em um comunicado.

"A aeronave Casa-212 fazia um voo de reconhecimento no momento do acidente antes de atingir uma montanha".

A força de paz da ONU, liderada pelo Brasil, realiza trabalhos no Haiti desde 2004 e é composta por cerca de 9 mil soldados e policiais.

O Ministério de Relações Exteriores brasileiro informou em nota que "não havia brasileiros a bordo do avião acidentado, que pertencia à Força Aérea do Uruguai."

A aeronave caiu em uma fazenda perto de Pays-Pourri, no distrito de Ganthier, a leste da capital haitiana, Porto Príncipe.

"É uma área muito inacessível, cerca de seis horas a pé de Ganthier", disse à Reuters por telefone o prefeito de Ganthier, Ralph Lapointe.

"(O acidente) ocorreu pouco antes do meio-dia. Eu vi vários helicópteros sobrevoando a área", afirmou. "Parece que eles já resgataram os corpos".

(Reportagem de Joseph Guyler Delva, em Porto Príncipe, e Patrick Worsnip, nas Nações Unidas)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h39

    -0,42
    3,165
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host