UOL Notícias Notícias
 

11/10/2009 - 13h40

Maioria de italianos aprova perda de imunidade de Berlusconi

ROMA, 11 de outubro (Reuters) - A maioria dos italianos concorda com a decisão judicial que tirou a imunidade do primeiro-ministro Silvio Berlusconi, mas apenas uma minoria quer a antecipação das eleições, segundo pesquisas publicadas neste domingo.

Berlusconi ficou furioso com a decisão do Tribunal Constitucional que rechaçou uma lei que dava a ele imunidade judicial. Assim, os casos de fraude e corrupção vinculados com seu império empresarial Mediaset podem prosseguir.

Berlusconi acusou o tribunal e os meios de comunicação de fazerem parte de uma conspiração de esquerda para derrubá-lo.

Duas pesquisas mostram que os italianos, que o elegeram pela terceira vez no ano passado, não concordam com as acusações.

Uma sondagem do IPR publicada pela agência de notícias Ansa mostrou que 59 por cento dos italinos concordam com a decisão. Mas apenas 25 por cento querem que Berlusconi reduza seu mandato, previsto para acabar em 2013, e convoque novas eleições.

Uma pesquisa da ISPO para o jornal Corriere della Sera apontou que 72 por cento da população desaprovam a lei de imunidade.

(Por Stephen Brown)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host