UOL Notícias Notícias
 

16/10/2009 - 08h07

Coreia do Norte convida enviado dos EUA a visitar o país

TÓQUIO (Reuters) - A Coreia do Norte renovou um convite para o enviado especial dos Estados Unidos Stephen Bosworth visitar Pyongyang, disse a agência de notícias japonesa Kyodo, num sinal de que o país quer retornar às negociações sobre seu programa nuclear.

O evangelista norte-americano Franklin Graham, que estava na Coreia do Norte para organizar ajuda alimentar ao país, disse à agência que Pyongyang está bastante disposta a conversar com Washington.

"O convite foi ampliado", disse Graham, que chefia a organização humanitária norte-americana Samaritan's Purse, citando uma autoridade da Coreia do Norte.

O país tem laços de longa data com a família de Graham, incluindo com seu pai, Billy Graham. A família já promoveu várias missões de ajuda de entidades cristãs ao país.

Segundo a Kyodo, durante sua visita Graham se reuniu com várias autoridades norte-coreanas, incluindo Kim Kye Gwan, enviado de Pyongyang às negociações entre seis partes sobre o programa nuclear do país.

"Acho que eles estão bastante positivos (sobre manter negociações com os Estados Unidos)", disse Graham.

A informação vem num momento em que a Coreia do Norte continua enviando sinais ambíguos, prometendo retomar as negociações sobre seu programa nuclear, ao mesmo tempo que eleva as tensões regionais ao testar mísseis de curto alcance e ao acusar a Coreia do Sul de invadir suas águas territoriais.

As negociações entre as seis partes envolvem as duas Coreias, a China, os Estados Unidos, o Japão e a Rússia.

(Reportagem de Yoko Kubota em Tóquio e Jon Herskovitz em Seul)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h20

    -0,17
    3,131
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h25

    -1,06
    75.166,27
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host