UOL Notícias Notícias
 

09/02/2010 - 17h41

Consumo de etanol subiu 16% no Brasil em 2009, diz ANP

Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O consumo de etanol subiu 16 por cento no Brasil em 2009, para 22,82 bilhões de litros, enquanto o de gasolina registrou apenas alta marginal de 0,9 por cento, para 25,4 bilhões de litros, informou a ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) nesta terça-feira.

No total, o consumo de combusíveis no Brasil aumentou 2,7 por cento em 2009 comparado a 2008, atingindo 108,8 bilhões de litros.

De acordo com o diretor da ANP Alan Kardec, "é um crescimento extraordinário dentro de um ano de crise".

Ele previu que em 2010 o aumento de consumo deve voltar aos patamares de 2008, quando cresceu 8,4 por cento contra 2007.

O aumento no consumo de etanol e biocombustíveis em 2009 formou uma matriz energética mais limpa para o país. Ao mesmo tempo em que o consumo de combustíveis fósseis vem caindo, os biocombustíveis ganham espaço, ressaltou o diretor.

Segundo dados da ANP, o peso do etanol na matriz de consumo veicular subiu de 18,2 para 20,6 por cento, e o biodiesel pulou de 1,3 para 1,7 por cento. Já o peso do consumo de diesel caiu de 52,6 para 50,2 por cento e da gasolina de 26,1 para 25,7 por cento.

O consumo de biodiesel em 2009 cresceu 39 por cento, para 1,56 bilhão de litros, enquanto o de diesel registrou queda de 1 por cento, para 44,3 bilhões de litros. O incremento no biodiesel veio pelo aumento da mistura de 3 para 4 por cento, elevada para 5 por cento desde 1o de janeiro.

A economia de divisas do país com o aumento da mistura foi de 1,3 bilhão de dólares.

Já o consumo de Gás Natural Veicular, combustível cujo consumo foi estimulado pelo governo no passado, teve queda de 4,9 por cento, e consequente redução na matriz energética de 1,9 para 1,8 por cento de 2008 para 2009.

QUEDA RECENTE

Kardec informou que as vendas de etanol despencaram no Brasil em janeiro, devido ao aumento dos preços do produto nesse período de entressafra.

Segundo o diretor, o consumo de etanol caiu 25 por cento no primeiro mês do ano na comparação com dezembro de 2009. Ele disse acreditar em uma regularização desse mercado na segunda quinzena de março, quando o ritmo no processamento da nova safra de cana aumenta.

"Até o início de abril o etanol vai reagir", avaliou.

Kardec afirmou também que medidas tomadas pela ANP no ano passado, criando o agente e a empresa comercializadores de etanol, deve ajudar a dar maior estabilidade nos preços do biocombustível a partir deste ano.

"O papel desses agentes é justamente reduzir essa oscliação (de preços)", disse o executivo.

Para 2010, Kardec acredita em um crescimento robusto do setor de combustíveis, comparável ao de 2008, quando foi recorde.

"Vai acompanhar o (ritmo de) crescimento do país", afirmou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host