UOL Notícias Notícias
 

10/02/2010 - 18h00

Avalanches no Afeganistão matam mais de 150 pessoas

Por Hamed Sayedi

PASSAGEM DE SALANG, Afeganistão (Reuters) - Equipes de emergência do Afeganistão recolheram mais de 150 corpos de um desfiladeiro no norte do país atingido por uma série de avalanches, informou uma autoridade nesta quarta-feira.

A forte neve de vários dias provocou as avalanches que engolfaram o túnel de Salang, construído pelos soviéticos, que, com seus 2,6 quilômetros, é a principal rota atravessando a cadeia de montanhas Hindu Kush, ligando o subcontinente indiano à Ásia Central.

"Infelizmente, mais de 150 de nossos compatriotas foram mortos no frio terrível e na neve, e centenas de outros ficaram feridos", disse à Reuters o general Mohammad Rajab, chefe da autoridade rodoviária de Cabul-Salang.

Ele afirmou que dezenas de sobreviventes foram encontrados nesta quarta-feira.

Soldados, equipes de resgate e moradores locais transportaram feridos, idosos e crianças nas costas por quilômetros.

Basir Salangi, governador da província de Parwan, onde está localizado o túnel de Salang, afirmou que a estrada foi liberada, mas as condições permaneciam perigosas em razão da ameaça de mais avalanches e nevascas.

Uma equipe de reportagem da Reuters no local viu sobreviventes dentro de um ônibus de passageiros que havia caído no penhasco, pedindo ajuda aos gritos. Era possível observar diversos carros pequenos e ao menos dois ônibus embaixo do desfiladeiro.

O ministro da Defesa do Afeganistão, Abdul Rahim Wardak, afirmou que 3 mil pessoas ficaram presas em veículos ao longo da passagem na montanha a 3.400 metros de altura.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h30

    0,26
    3,137
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host