UOL Notícias Notícias
 

11/02/2010 - 19h29

Popularidade de Chávez cai, mas ainda é alta

CARACAS (Reuters) - A maioria dos venezuelanos aprova o desempenho do presidente Hugo Chávez, segundo uma nova pesquisa, mas a crise energética e a recessão abalaram a popularidade do líder esquerdista, a poucos meses da eleição legislativa no país.

A pesquisa feita em janeiro pelo respeitado instituto Ivad, à qual a Reuters teve acesso na quinta-feira, indica 58 por cento de aprovação a Chávez, no poder há 11 anos. Porém, só 48 por cento diziam confiar nele.

Em 2008, uma pesquisa do Ivad dava 71 por cento de aprovação a Chávez, taxa que caiu para 60 por cento em dezembro de 2009.

Quando questionados sobre os responsáveis pelos problemas do país, 46 por cento dos entrevistados responderam "Chávez" ou "o governo". Para 50 por cento dos entrevistados, a esfacelada oposição faz um bom trabalho.

A maioria critica o racionamento energético, mas 52 por cento acham que o governo vai acabar resolvendo o problema.

A Venezuela realiza eleições parlamentares em setembro, e 39 por cento dos entrevistados disseram que pretendem votar em candidatos chavistas, contra 34 por cento que preferem a oposição.

Em outra pergunta, houve um apoio ligeiramente maior aos candidatos independentes do que àqueles ligados ao governo ou à oposição.

Chávez, que no ano passado conquistou em referendo o direito de disputar quantos mandatos desejar, continua sendo o político mais popular do país, mas 66 por cento dos entrevistados dizem que ele deveria deixar o cargo ao final do seu próximo mandato, em 2012, ou antes.

A pesquisa foi encomendada pelo próprio governo, e ouviu 1.200 pessoas em todo o país, entre os dias 16 e 28 de janeiro, com margem de erro entre 1,03 e 2,37 por cento.

(Reportagem de Ana Isabel Martinez)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host