UOL Notícias Notícias
 

20/02/2010 - 10h04

Ataque aéreo do Paquistão mata 30 em fronteira afegã

Por Zeeshan Haider

ISLAMABAD (Reuters) - Caças paquistaneses mataram pelo menos 30 militantes nas montanhas da fronteira afegã neste sábado, disseram militares, no momento em que as forças norte-americanas conduzem uma das maiores ofensivas da Otan contra o Taliban no Afeganistão.

Forças de segurança do Paquistão lançaram uma grande operação contra o Taliban paquistanês, apoiado pela Al Qaeda, em seu principal bastião no Waziristão do Sul em outubro, e os militares ocuparam a maioria das bases de insurgentes na região.

O ataque aéreo de sábado ocorreu em Shawal, um santuário militante perto da fronteira do Waziristão do Sul e do Norte, onde se crê que muitos insurgentes buscaram refúgio após a ofensiva de outubro.

Sabe-se que militantes da Al Qaeda também operam na área.

Além de atacar o Taliban local, que tenta derrubar o governo apoiado pelos EUA, as forças de segurança reforçaram ações contra grupos do Taliban afegão que agem no Paquistão, detendo pelo menos três membros do alto escalão, incluindo seu número dois, este mês.

"Miramos o refúgio em Shawal após recebermos a dica de que terroristas se escondiam nas montanhas", disse um porta-voz militar, acrescentando que trinta deles foram mortos.

Não foi possível verificar o saldo de vítimas de maneira independente.

As áreas tribais da etnia pashtun no Paquistão se converteram em um reduto global de militantes desde que combatentes islâmicos as ocuparam para lutar contra as forças soviéticas na fronteira com o Afeganistão nos anos 1980.

Acredita-se que Osama bin Laden, líder da Al Qaeda, se esconde em algum ponto da fronteira entre Paquistão e Afeganistão.

Além da campanha afegã, os EUA também têm atacado militantes no noroeste paquistanês com aviões teleguiados armados com bombas.

Um filho do líder de uma grande facção afegã do Taliban que atacava forças ocidentais no Afeganistão foi morto por um ataque de míssil teleguiado no Waziristão do Norte na quinta-feira.

A morte de Mohammad Haqqani, filho do veterano guerrilheiro Jalaluddin Haqqani, aconteceu dias após a prisão do principal estrategista militar do Taliban, Mullah Abdul Ghani Baradar, em uma operação conjunta de EUA e Paquistão na cidade de Karachi.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host