UOL Notícias Notícias
 

01/03/2010 - 18h40

Ex-líder bósnio procurado pela Sérvia é detido na Grã-Bretanha

LONDRES (Reuters) - O ex-integrante da presidência da Bósnia no tempo da guerra Ejup Ganic, procurado pelas autoridades da Sérvia, foi detido no aeroporto de Heathrow, em Londres, nesta segunda-feira.

Ganic, de 63 anos, foi detido sob uma ordem provisória de extradição por suposta "conspiração para cometer assassinato com outras pessoas nomeadas e violação da convenção de Genebra, ou seja, matando soldados feridos", afirmou a polícia em um comunicado.

Ele compareceu a um tribunal nesta segunda-feira, informou o governo britânico, acrescentando que cabe, agora, às autoridades sérvias fornecer os documentos para o pedido de extradição antes que uma data seja estabelecida para uma audiência de extradição.

"Um juiz irá, então, considerar se há qualquer impedimento para a extradição", afirmou o porta-voz do governo em um comunicado.

Ganic, que mora em Sarajevo, é um dois 19 procurados pela ligação com um suposto ataque contra o ex-Exército Popular da Iugoslávia, em Sarajevo, em 1992.

As outras 18 pessoas também são ex-autoridades do governo da Bósnia durante a guerra.

Atualmente, Ganic é gerente da instituição particular Escola de Ciência e Tecnologia, em Sarajevo, e não mantém mais cargos públicos.

O Acordo de Dayton, apoiado pelos Estados Unidos, encerrou a guerra da Bósnia de 1992 a 1995, dividindo o país em duas regiões autônomas, a República Sérvia e a Federação Muçulmano-Croata.

(Reportagem de Avril Ormsby)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host