UOL Notícias Notícias
 

04/03/2010 - 18h59

Aeroporto de Santiago retomará todos os voos em até três semanas

SANTIAGO (Reuters) - O aeroporto internacional de Santiago, parcialmente paralisado após o forte terremoto do fim de semana, demorará de duas a três semanas para retomar 100 por cento de suas operações, disseram autoridades nesta quinta-feira.

A Direção Geral da Aeronáutica Civil (DGAC) informou que o aeroporto da capital chilena funciona com 65 por cento de sua capacidade, cinco dias depois do terremoto.

"Segundo a previsão que nos deu o gerente-geral (do aeroporto), em duas a três semanas deveremos estar em 100 por cento da capacidade", disse à Reuters o secretário-geral da DGAC, Pablo Ortega.

Mais de 130 voos comerciais aterrissaram ou deixaram Santiago ao meio-dia desta quinta-feira.

"Sessenta e cinco por cento do total das operações normais estão servindo o fluxo de passageiros", afirmou Ortega.

Centenas de turistas estrangeiros estão no Chile desde o forte terremoto de magnitude 8,8 que devastou o centro-sul do país no sábado, deixando mais de 800 mortos.

O tremor, um dos piores da história, derrubou uma parte do teto do terminal de Santiago, mas Ortega disse que não há "danos estruturais".

Autoridades montaram salas de embarque improvisadas em tendas junto à pista. Um terminal utilizado normalmente para voos domésticos foi habilitado para saídas e chegadas internacionais.

Ortega afirmou ainda que todas as companhias aéreas que operam no terminal estão programando a retomada de seus voos.

(Reportagem de Natalia Pumarino)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host