UOL Notícias Notícias
 

04/03/2010 - 21h22

Cuba põe fim a resolução que permitia importação de veículos

HAVANA (Reuters) - Cuba, onde a compra de automóveis é restrita, suspendeu uma resolução que permitiu a cubanos importar veículos para substituir seus modelos antigos.

Segundo uma resolução publicada nesta quinta-feira pelo diário oficial da ilha, uma permissão vigente desde abril de 2009 foi suspensa devido a alterações na regra. Os detalhes da decisão não foram divulgados.

"Foram observadas irregularidades que não correspondem ao espírito da dita norma para a substituição de veículos adquiridos legalmente por pessoas naturais", afirmou a Gaceta Oficial em seu site na Internet.

Em Cuba, a compra de automóveis é regulada pelo Estado. Alguns profissionais, entre eles artistas, esportistas ou médicos que trabalham em países aliados como a Venezuela, podem adquirir carros após uma autorização estatal prévia.

Mas desde abril de 2009, o governo também havia autorizado que cubanos proprietários de automóveis antigos substituíssem estes carros por modelos importados, com a condição de que entregassem ao Estado o veículo anterior.

Em Cuba, só é legal a compra e venda de automóveis norte-americanos das décadas de 1940 e 1950, cujos preços podem oscilar entre 3.000 e 40.000 dólares.

Nos últimos meses, alguns cubanos compraram carros antigos para poderem se qualificar à resolução que permitiu, até agora, a importação de veículos.

Não é claro o número de veículos que foram importados desde a implementação da medida, mas nos últimos meses foi visível um número maior de automóveis modernos em contraste com os modelos velhos que circulam há décadas na ilha.

(Reportagem de Rosa Tania Valdés)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,45
    3,141
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,39
    64.684,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host