UOL Notícias Notícias
 

09/03/2010 - 17h39

Hillary diz que eleições são chave para estabilidade no Haiti

Por Andrew Quinn

WASHINGTON (Reuters) - A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, fez um apelo ao Haiti nesta terça-feira para que o país atingido por um forte terremoto realize eleições legislativas "assim que for apropriado".

Hillary, falando aos jornalistas após uma reunião com o presidente do Haiti, René Préval, disse que remarcar as eleições adiadas pelo tremor de 12 de janeiro deve ser uma prioridade "para garantir a estabilidade e a legitimidade do governo haitiano".

"Eu assegurei ao presidente Préval que os Estados Unidos vão trabalhar com a comunidade internacional para a realização de eleições assim que for apropriado", afirmou ela.

Préval disse que não vai buscar outro mandato após o fim de seu período no cargo, em 11 de fevereiro de 2011, e declarou nesta terça-feira que eleições legislativas --originalmente marcadas para 28 de fevereiro-- poderão ser organizadas a tempo para assegurar uma transição pacífica.

"O que nós devemos evitar completamente é um governo temporário que não possua legitimidade", declarou Préval ao lado de Hillary Clinton.

"Antes da minha saída devemos ter um parlamento e um novo presidente. Temos quase um ano para fazer isso", disse Préval aos repórteres depois da entrevista coletiva.

As eleições presidenciais estão marcadas para novembro, mas não está claro se vão acontecer.

O terremoto de janeiro matou até 300 mil pessoas e deixou milhões de desabrigados no Haiti. Muitos prédios do governo foram seriamente danificados e os escritórios do Conselho Eleitoral foram destruídos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host