UOL Notícias Notícias
 

12/03/2010 - 16h43

Israel cerca Cisjordânia e reforça segurança em Jerusalém

Por Alastair Macdonald

JERUSALÉM (Reuters) - Forças israelenses cercaram a Cisjordânia e concentraram tropas de choque nos arredores da Cidade Antiga de Jerusalém e bairros árabes durante as orações muçulmanas desta sexta-feira, desafiando a ira dos palestinos pela expansão dos assentamentos judaicos.

A tensão aumentou na semana em que o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, condenou Israel durante uma visita à região por aprovar mais construções em assentamentos judaicos, enquanto Washington pressiona o seu principal aliado no Oriente Médio para retomar as negociações de paz com os palestinos.

A polícia disse que foi bem-sucedida em um plano para evitar conflitos similares aos de sexta-feira passada, quando dezenas de pessoas ficaram feridas.

Quatro palestinos foram detidos por suspeitas de atirar pedras, e dois policiais ficaram levemente feridos em Jerusalém, disse um porta-voz da força policial. Jornalistas da Reuters viram um dos manifestantes ser tratado por médicos.

Israel proibiu os palestinos de saírem da Cisjordânia para o Estado judeu e para Jerusalém, e vetou a entrada de homens com menos de 50 anos na mesquita de al-Aqsa, ponto de conflito e lugar sagrado da Cidade Antiga.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,67
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,31
    75.990,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host