UOL Notícias Notícias
 

18/03/2010 - 09h53

Sarkozy promete perseguir ETA após morte de policial francês

Em Paris

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, prometeu nesta quinta-feira caçar um grupo de supostos militantes do grupo separatista basco ETA que foi acusado de assassinar um policial próximo a Paris esta semana

Conversando com policiais, Sarkozy disse que o grupo seria "perseguido e punido com extrema severidade".

"Um dos membros dessa gangue de assassinos está atualmente detido e temos informações relativamente precisas que nos permitirão encontrar seus cúmplices", disse.

O policial Jean-Serge Nerin, de 52 anos, foi morto a tiros na terça-feira em um subúrbio próximo a Paris depois que sua ronda interceptou um veículo que fugia da cena de um roubo de carro.

Um espanhol, supostamente do ETA, foi detido no local e o resto do grupo envolvido no tiroteio ainda está sendo procurado pela polícia.

Acredita-se que Nerin seja o primeiro policial francês a ser morto pelo ETA, que tem sofrido crescente pressão depois de uma série de detenções de altos líderes na Espanha e na França.

"A França não será intimidada por terroristas espanhóis", disse Sarkozy.

"A Espanha é uma democracia. Estamos lado a lado com a democracia espanhola e vamos combater os terroristas."

Sarkozy disse que havia conversado por telefone com o rei Juan Carlos e o primeiro-ministro espanhol, José Luis Zapatero, que comparecerá ao enterro do policial na próxima quinta-feira.

(Por James Mackenzie)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host