UOL Notícias Notícias
 

19/03/2010 - 08h38

Barroso, da UE: ajuda do FMI não é uma questão de prestígio

PARIS (Reuters) - Buscar ajuda do Fundo Monetário Internacional (FMI) para enfrentar os problemas da Grécia não seria uma questão de prestígio, uma vez que os países da União Europeia sustentam financeiramente o Fundo, afirmou o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso.

"O que eu quero lembrar é que a Grécia e todos os países-membros da UE são membros do FMI. Os países-membros da UE são, de longe, a maior fonte de receita para o FMI", disse Barroso, de acordo com a transcrição de uma entrevista.

"Então, não é uma questão de prestígio, é uma questão de ver qual é a melhor maneira de responder a essa situação."

Ele acrescentou que a zona do euro está "pronta para tomar todas as medidas necessárias" para garantir a estabilidade financeira da Grécia.

Questionado se pedir ajuda ao FMI seria uma humilhação para a UE, ele disse: "Eu nunca falei isso. Nós temos trabalho com o FMI em bons termos em muitos países, incluindo a UE".

(Por Sophie Hardach e James Mackenzie)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,84
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,35
    68.594,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host