UOL Notícias Notícias
 

19/03/2010 - 17h54

Tripulantes da British Airways anunciam greve de três dias

Jim Drury
Em Londres

Parte dos tripulantes da British Airways anunciou uma greve de três dias depois que as negociações entre sindicato e administração fracassaram, deixando o governo britânico com uma grande dor de cabeça semanas antes de eleições gerais.

Iberia e British devem aprovar fusão no dia 25

As companhias aéreas Iberia e British Airways vão se reunir no próximo dia 25 para aprovar acordo de fusão, informou o jornal Expansion nesta quinta-feira, citando fontes próximas às empresas. Os advogados das companhias já registraram o nome International Airlines Group para a nova empresa, segundo o jornal.

A greve começa no sábado e provavelmente irá atrapalhar os planos de viagem de milhares de pessoas. A situação é embaraçosa para o primeiro-ministro Gordon Brown, porque o sindicato Unite, que organizou o movimento, é o maior financiador individual de seu Partido Trabalhista.

Brown, que anteriormente chamou a greve de "injustificável e deplorável", exigiu que ela seja cancelada.

Enquanto isso, os trabalhadores ferroviários votaram uma greve contra os cortes de empregos e mudanças nas práticas trabalhistas, aumentando a ameaça de uma primeira greve nacional do setor ferroviário em 16 anos. Não há, no entanto, uma data para o ato.

O Partido Trabalhista, que está em desvantagem nas pesquisas de opinião antes das eleições previstas para 6 de maio, tem fortes laços com os sindicatos que remontam à sua fundação, em 1900. O diretor político do Unite, Charlie Whelan, foi porta-voz de Brown.

O secretário-geral do Unite, Tony Woodley, disse a repórteres que os tripulantes da British Airways envolvidos no protesto entrariam em greve a partir desta meia-noite por três dias e, novamente, de 27 a 30 de março, quando começam as festividades da Páscoa.

A companhia pretende economizar 62,5 milhões de libras (95 milhões de dólares) por ano para ajudar a compensar a queda na demanda, a volatilidade nos preços dos combustíveis e o aumento da concorrência com as empresas de baixo custo.

Alguns tripulantes, incluindo aqueles que trabalham em voos de longa distância a partir do aeroporto de Gatwick, em Londres, e todos os voos do terminal menor de London City, não participarão do movimento, uma vez que já concordaram com as mudanças propostas pela companhia.

A British Airways espera transportar ao menos 60 por cento dos passageiros com voos reservados entre 20 e 22 de março, depois de ter treinado funcionários adicionais para dar cobertura.

(Reportagem adicional de Kylie MacLellan e Keith Weir)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host