UOL Notícias Notícias
 

27/03/2010 - 16h39

Mubarak volta ao Egito em meio a rumores sobre sua sucessão

Por Marwa Awad e Yasmine Saleh

CAIRO (Reuters) - O presidente Hosni Mubarak voltou ao Egito neste sábado, pousando em Sharm El Sheikh, onde irá retomar seus poderes presidenciais enquanto se recupera de uma cirurgia na vesícula biliar feita na Alemanha, segundo informações da rede de televisão estatal.

A cobertura ao vivo pela TV mostra Mubarak, de 81 anos, saindo do avião, descendo de escada rolante, e andando lentamente ao apertar as mãos de autoridades do governo e militares que estavam lá para lhe dar boas vindas, após três semanas longe do país, maior período em que já ficou afastado em quase três décadas no poder.

"O presidente Hosni Mubarak chegou ao aeroporto internacional de Sharm El Sheikh após uma viagem médica bem sucedida", disse o apresentador da rede estatal.

Mubarak, que transferiu seus poderes presidenciais pouco antes da cirurgia ao primeiro-ministro Ahmed Nazif, reassumirá a presidência na chegada ao Egito, informou uma autoridade do governo.

A ausência de Mubarak perturbou o mercado financeiro local e gerou incerteza política ao lembrar aos egípcios que o presidente, que está no poder desde 1981, não nomeou seu sucessor.

"O Egito está vivendo um período de instabilidade e a ausência do presidente, especialmente por razões de saúde e cirurgia, intensifica as preocupações das pessoas", disse o porta-voz do movimento Kefaya, Abdel Aziz Husseini, à Reuters.

Mubarak não disse ainda se planeja concorrer a um sexto mandato nas eleições presidenciais de 2011. Seu filho Gamal, de 46 anos, tem sido visto amplamente como seu possível sucessor, mas ambos, pai e filho, negam ter planos do tipo.

"A questão é o que irá acontecer agora que Mubarak voltou. Será que irá finalmente nomear um vice-presidente após se ausentar por questões de saúde?", disse o analista político auto-exilado Saad Eddin Ibrahim, que pressionou o presidente a "dar aos egípcios alguma certeza".

Outros possíveis candidatos presidenciais incluem o ex-chefe do braço nuclear da ONU, Mohamed ElBaradei, que, em sua primeira aparição pública desde que voltou ao Egito, no mês passado, foi recebido por simpatizantes com gritos de "Você é nossa esperança" nos rituais de prece de sexta-feira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host