UOL Notícias Notícias
 

31/03/2010 - 11h12

Obama e Sarkozy buscam mostrar harmonia na Casa Branca

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o da França, Nicolas Sarkozy, buscaram na terça-feira mostrar que não há atritos entre eles.

Os dois líderes exibiram tratamento amigável numa entrevista conjunta à imprensa e mais tarde jantaram juntos com as suas mulheres na Casa Branca.

"Acho que posso dizer que raramente na história dos nossos países as visões de Estados Unidos e França foram tão idênticas", declarou Sarkozy, na entrevista.

A visita do presidente francês foi uma oportunidade para se dispersar a impressão de atritos.

Obama já visitou a França duas vezes, mas deixou a impressão no ano passado de ter esnobado Sarkozy quando rejeitou o convite para um jantar oficial, preferindo jantar sozinho com a sua mulher num restaurante.

Na entrevista, Obama elogiou Sarkozy por ter almoçado num restaurante popular de Washington, o Ben's Chili Bowl, que serve fast-food.

Sarkozy, que havia dito um dia antes em Nova York que nenhum país "gerencia o mundo sozinho", foi perguntado se parecia que Obama estava ouvindo o restante do mundo.

Antes da resposta de Sarkozy, Obama disse com um sorriso: "Eu ouço Nicolas todo tempo. Não posso parar de ouvi-lo."

O presidente francês afirmou que os seus colegas Angela Merkel, da Alemanha, e Gordon Brown, do Reino Unido, acham fácil trabalhar com Obama porque o presidente dos Estados Unidos é uma pessoa que "mantém a palavra".

"Do meu ponto de vista, não há surpresas. Quando ele (Obama) pode, ele faz. Quando não pode, ele diz", afirmou Sarkozy.

(Reportagem de Steve Holland)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host