UOL Notícias Notícias
 

06/04/2010 - 12h10

Lula promete não deixar governo de lado para ajudar Dilma

RIO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu nesta terça-feira que não vai deixar o governo de lado para se dedicar à campanha da ex-ministra Dilma Rousseff (PT) à Presidência.

Lula reiterou que usará apenas os momentos fora de seu horário de trabalho para ajudar na campanha da candidata petista.

"Tenho que governar o Brasil. Isso é minha obrigação. Não posso deixar o governo para fazer campanha. Tenho sábado, domingo e as noites. Vou sempre estar de olho", disse Lula em entrevista à Rádio Tupi, do Rio de Janeiro.

"A boa governança nossa é o melhor cabo eleitoral para um candidato", acrescentou.

Lula voltou a dizer que seu sucessor assumirá o país em um outro patamar devido a ganhos obtidos nas áreas econômica, social, de mercado de trabalho e renda.

ORIENTE MÉDIO

Apesar das críticas a sua participação nas discussões sobre a criação de um Estado palestino, Lula declarou que decidiu conversar com vários interessados porque, segundo ele, falta uma liderança para resolver o impasse de forma pacífica.

"Está faltando alguém para colocar o guizo no pescoço do gato. É preciso conversar com todo mundo", avaliou.

Segundo Lula, outros temas polêmicos como a imposição de novas sanções ao Irã, acusado por potências ocidentais de buscar a fabricação de armas nucleares, serão debatidos nas próximas reuniões dos Brics e Ibas (Índia, Brasil e África do Sul) previstas para este mês.

"Vou discutir Irã com eles, vou discutir Oriente Médio com eles e, sobretudo, a relação bilateral com esses países", finalizou.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,45
    3,141
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,39
    64.684,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host